O brasileiro está cansado. A afirmação, que sempre gerou desconfiança entre os cientistas e pesquisadores, foi confirmada por uma pesquisa da Conectaí / Ibope Inteligência. Das 1.499 pessoas que preencheram o formulário online, 98% declararam se sentir um pouco ou muito cansados física e mentalmente.
?Houve uma mudança no estilo de vida das pessoas, e elas agora estão trocando qualidade de vida por horas de trabalho?, explica a fisiologista Gerseli Angeli, que participou da elaboração da pesquisa. ?Outro aspecto que chamou nossa atenção foi a quantidade de pessoas que já acordam cansadas: 53% dos entrevistados?, revela.
Dos participantes da pesquisa, 70% atribuíram o cansaço ao estresse e à correria do dia a dia. ?As empresas exigem cada vez mais competências e habilidades. Além disso, as pessoas são avaliadas na sociedade por uma série de coisas que não eram antes: se são magras, se fazem academia, se são voluntários de uma instituição de caridade. Elas são cobradas dentro da família e do relacionamento. Tudo isso deixa pouco espaço para si mesmo e gera a fadiga?, diz a especialista em aconselhamento de carreira Georgina Alves Vieira.
Já 45% acham que estão sem disposição por falta de condicionamento físico, e não é sem razão. ?Temos muito conforto e comodidade, e tudo se resume a apertar botões. Assim, perdemos a proteção e os benefícios que a atividade física nos proporciona?, afirma Gerseli. Esse é, segundo ela, o início do círculo vicioso do sedentarismo. ?Quanto menos coisas fazemos, menos queremos fazer. O corpo sabe se é capaz ou não de realizar tarefas. Se ele não tem condicionamento para determinada tarefa, se defende. Aí você vai sentir preguiça, indisposição?.
Mudança
A boa notícia é que, além desse círculo vicioso poder ser quebrado, fazer isso é relativamente fácil. ?As duas grandes chaves são uma alimentação saudável e manter o corpo ativo. Não estamos falando de começar a correr maratonas, mas de pequenas mudanças: sair para passear com o cachorro, estacionar longe da entrada das lojas no shopping, trocar as escadas rolantes pelas convencionais, por exemplo?, recomenda Gerseli. Ela ainda completa: ?Não adianta uma mudança radical, tem que introduzir novos hábitos aos poucos?.
Dicas para se cansar menos
Nutrição
Faça uma alimentação balanceada para fornecer todos os nutrientes de que o corpo precisa.
Atividade
Mantenha o corpo ativo: leve o cachorro para passear, prefira as escadas ao elevador, vá a pé à padaria.
Planejamento
Estabeleça metas conscientes para sua mudança de hábitos. Metas muito altas e não realizáveis desestimulam. Faça planos de curto, médio e longo prazo.
Alvos
Foque no que faz realmente a diferença e faça tarefas que geram resultados reais.
Apoio
Elimine reuniões desnecessárias, e crie uma rede de pessoas dispostas a ajudar.
Sinais
Fique atento aos sinais do corpo: obesidade, dores, insônia e irritabilidade são alguns dos indícios de que algo não vai bem.

IMPRIMIR