Divinópolis está em estado de emergência desde o início da noite de quarta-feira (17)), em razão das chuvas quem caem na cidade desde sábado (13). Toda a área urbana enfrenta dificuldades, com dezenas de pessoas desabrigadas, feridos e inundações.
Desde as 22h desta quarta-feira que o fornecimento de água está suspenso. A noite, com a inundação da estação de tratamento, a Copasa suspendeu o fornecimento. Não há serviço de tratamento e nem bombeamento de água para os reservatórios desde as 23h de ontem. A Copasa pede a população que economize água pois não há previsão para o restabelecimento do fornecimento de água potável.
Dezenas de locais da cidade estão inundados, inclusive a casa do prefeito eleito, Vladimir Azevedo, na Rua Pitangui, no Bairro Bom Pastor. O caos atingiu o trânsito, devido a interdição de pontes que ligam os bairros ao centro.
Já há pessoas feridas, em razão de desabamentos de casas. Os desalojados estão sendo socorridos pelos bombeiros, policiais militares e agentes da defesa civil. Os ginásios poliesportivos da cidade estão prontos para receber desabrigados e as escolas da rede municipal também foram preparadas para isso.

Imprimir
Comentários