Como escreveu Drummond, “a festa acabou, o povo sumiu. E agora, José?” O carnaval acabou, mas a sua ressaca está aí, te lembrando dos exageros na bebida e que nem tudo foi só diversão na folia?

Especialistas recomendam, principalmente, repousar. Depois, ingerir líquidos e comer alimentos saudáveis, evitando as gorduras (mas um docinho até ajuda).

Veja, abaixo, quatro dicas para superar o pós-festa e deixar o corpo pronto para a próxima:

 

1. Repouso

“As pessoas estão muito cansadas. A única coisa que ajuda a convalescer é repousar, dar tempo ao corpo para se recuperar”, diz o médico de família Alfredo Salim Helito, do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Um analgésico para dores de cabeça ou no corpo também pode ajudar, diz o médico.

 

“Nada de ir dormir de madrugada. O melhor é dormir cedo, na melhor hora, que é de noite, durante 8 horas”, recomenda a médica Ana Escobar, colunista do portal G1. Ela explica que exercícios físicos podem ajudar a recuperar o corpo, mas não em casos de ressaca.

 

2. Ingerir líquidos

“A hidratação é o principal fator na hora de recuperar a ressaca, pois vai ajudar a desintoxicar o organismo dos excessos cometidos nesses dias de festa. Mas, além da água comum, pode-se optar também pela água de coco e isotônicos, que ajudam a repor os eletrólitos perdidos”, explica Michelle Mendes, nutricionista funcional e oncológica da Aliança Instituto de Oncologia, em Brasília.

 

Sucos naturais, da fruta, com uma folha verde como couve ou espinafre, também podem ajudar, diz Michelle. O Ministério da Saúde recomenda suco de tomate, por ser um alimento rico em vitaminas e potássio.

 

Entre os chás, Michelle recomenda:

  • o de dente-de-leão, que estimula o fígado a eliminar toxinas;
  • o de hortelã, que ajuda na digestão;
  • o de gengibre, que além de ser anti-inflamatório também alivia as náuseas;
  • e, para quem retém muito líquido, o chá de hibiscopode ajudar.

 


3. Comer alimentos saudáveis

Verdura, legumes, carnes magras e, principalmente, frutas: é o que recomenda o médico Alfredo Salim Helito. “O mais importante é fruta — tem açúcar, tem sais minerais, e é de fácil digestão”, diz.

 

“A melhor estratégia é escolher alimentos leves como saladas, vegetais cozidos no vapor, proteínas magras, de preferência carnes brancas como frango e peixe e também os ovos”, recomenda a nutricionista funcional Michelle Mendes.

4. O que evitar?

“Evitar coisas que pesem no estômago e que chamem o fígado para participar do metabolismo — o fígado e o estômago e o pâncreas estão irritados, machucados”, explica o médico Alfredo Salim Helito.

 

“É verdade que um docinho ajuda a cortar um pouco o efeito do álcool, mas não vale a pena exagerar, porque o corpo precisa de vários nutrientes para encontrar seu equilíbrio e não só de açúcar”, explica Michelle Mendes, que não recomenda alimentos gordurosos, pois ele deixam a digestão mais lenta e aumentam o cansaço do corpo.

 

 

Fonte: G1||

Imprimir

Comentários