Em algumas cidades mineiras, o Carnaval 2009 não ficará marcado apenas pela alegria e diversão de seus foliões. A violência também esteve presente e terminou com a morte de pelo menos três pessoas, desde a madrugada do último sábado até a madrugada de ontem.
Os crimes aconteceram nas cidades de Pirapora e Januária, no Norte de Minas e em Ouro Preto, na região Central do Estado. Neste último, o dançarino de funk Gláucio Cristiano Ribeiro dos Santos, de 21 anos, foi esfaqueado após uma briga.
Segundo a Polícia Civil, a confusão aconteceu no Morro da Forca, próximo ao centro histórico, por volta das 22h, após uma apresentação do grupo do qual Santos faz parte. A polícia informou que algumas pessoas não teriam gostado do show e jogaram latas de cerveja nos dançarinos de funk.
Incomodado, o rapaz teria brigado com quatro homens. Durante a confusão um dos suspeitos, aparentando ser adolescente, o feriu com uma facada no peito, na altura da axila esquerda, e depois fugiu na companhia dos outros colegas. Eles desapareceram no meio da multidão.
Santos foi encontrado ferido por policiais que faziam patrulhamento. Os militares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que constatou o óbito.
De acordo com a Polícia Militar, o rapaz é da cidade de São Gonçalo/ RJ. Ele estava em Ouro Preto para fazer as apresentações juntamente com o grupo de funk.
O corpo de Santos foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Conselheiro Lafaiete e, conforme a Polícia Civil, foi liberado ainda ontem pela manhã para um empresário do grupo. Um inquérito já foi instaurado pela Delegacia Regional de Ouro Preto para apurar o crime. Até a tarde de ontem, nenhum suspeito havia sido preso.
Apesar do crime, o tenente Lúcio Marcos da Silva, comandante do 1º e do 2º Pelotão da PM de Ouro Preto, disse que o Carnaval da cidade está tranquilo, com o registro de poucos crimes.
Ele informou que a polícia trabalha com sua capacidade máxima, um efetivo de 221 policiais por dia, na tentativa de manter a ordem e a tranquilidade para os foliões. Estamos no esforço para tentar localizar e identificar os autores do homicídio, afirmou.
Mortos no Norte de Minas
Em Pirapora, Norte de Minas, um homem foi morto por um policial após efetuar vários disparos com um revolver calibre 32 no meio da multidão.
Segundo a Polícia Militar, por volta de 4h55 de sábado, durante a festa de carnaval, Jeferson Gonçalves de Oliveira atirou em três pessoas com as quais havia tido uma discussão. Dois homens e um menor foram atingidos sem gravidade. Jeferson ainda tentou atirar em um policial militar, que reagiu e acabou matando o atirador. A PM instaurou inquérito para apurar os fatos e o processo foi encaminhado para a Justiça Militar Estadual, em Belo Horizonte.
Em Januária, militares tentam localizar um homem suspeito de atirar em dois jovens na madrugada de anteontem, durante uma festa de rua. O rapaz, de 19, foi atingido na cabeça e morreu na hora. A menina, de 15, passou por uma cirurgia para retirada da bala na clavícula e não corre risco de morte. A PM não tem pistas do suspeito, mas acredita que o crime tenha sido motivado por ciúmes.

print
Comentários