A partir de janeiro de 2013, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) decidiu que os carros novos terão de ter kits antifurto. A decisão foi tomada depois de cinco anos de discussões.
Segundo as novas regras, 20% de todos os automóveis e caminhões novos terão de ter instalados sistemas de bloqueio e rastreamento. Em agosto, serão 100% dos veículos novos. Para as motos, o prazo de adequação para o total da frota vence em janeiro de 2014.
Apesar da instalação dos sistemas ser obrigatória, cada proprietário poderá decidir se vai ou não pagar para manter o serviço de rastreamento, que deverá ser contratado em uma empresa privada do ramo. Já o bloqueio deverá vir funcional, com a opção de ser acionado diretamente pelo proprietário.
Cada fabricante ou importador de veículo terá de homologar seu modelo no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).
Hoje em dia, as empresas que oferecem esses kits os comercializam por preços que variam entre R$ 200 e R$ 500, mais cerca de R$ 50 mensais pela assinatura dos serviços de rastreamento.
Conforme informações do Contran, o esperado é que a nova regra possa contribuir para a diminuição do número de furtos de veículos e, consequentemente, do valor dos seguros. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

print
Comentários