Casal é encontrado morto em sítio

De acordo com informações preliminares da Polícia Militar, o homem teria usado a arma de trabalho para matar a mulher e em seguida se suicidou.

De acordo com informações preliminares da Polícia Militar, o homem teria usado a arma de trabalho para matar a mulher e em seguida se suicidou.

Dois corpos foram encontrados na tarde desta terça-feira (26), na comunidade rural de Córrego da Areia. A Polícia Militar foi acionada por um parente de uma das vítimas, que preocupado com o desaparecimento do tio dele, foi até o sítio da família.
No local, ele encontrou os corpos de Jaeder Carlos Leal, de 53 anos, e da namorada dele, Maria Eunice Rolindo, de 49 anos, de fora da residência. Ambos eram naturais de Formiga. Segundo o parente, a família já estava preocupada com o desaparecimento do casal.
Nesta terça, pela manhã, um funcionário do banco onde o homem trabalhava como vigilante, na cidade de Arcos, ligou questionando o porquê do funcionário não comparecer ao trabalho.
Segundo o sobrinho, em virtude do desaparecimento do tio, do comunicado do banco e de posse de uma informação do avô dele, de que havia visto a vítima no sítio da família, foi até o local e encontrou os corpos.
De acordo com informações preliminares da Polícia Militar, o homem teria usado a arma de trabalho para matar a mulher e, em seguida, se suicidou. O revólver calibre 38 foi encontrado na mão do homem.
Segundo o boletim de ocorrência, a mulher foi encontrada com quatro perfurações e o homem com uma. Ao que tudo indica, o crime ocorreu por volta das 17h, de segunda-feira, pois vizinhos do sítio ouviram barulhos de disparos de arma de fogo, mas não averiguaram do que se tratava. A arma foi aprendida pela Polícia Militar.

print
Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Casal é encontrado morto em sítio

De acordo com informações preliminares da Polícia Militar, o homem teria usado a arma de trabalho para matar a mulher e em seguida se suicidou.

De acordo com informações preliminares da Polícia Militar, o homem teria usado a arma de trabalho para matar a mulher e em seguida se suicidou.

Dois corpos foram encontrados na tarde desta terça-feira (26), na comunidade rural de Córrego da Areia. A Polícia Militar foi acionada por um parente de uma das vítimas, que preocupado com o desaparecimento do tio dele, foi até o sítio da família.

No local, ele encontrou os corpos de Jaeder Carlos Leal, de 53 anos, e da namorada dele, Maria Eunice Rolindo, de 49 anos, de fora da residência. Ambos eram naturais de Formiga. Segundo o parente, a família já estava preocupada com o desaparecimento do casal.

Nesta terça, pela manhã, um funcionário do banco onde o homem trabalhava como vigilante, na cidade de Arcos, ligou questionando o porquê do funcionário não comparecer ao trabalho.

Segundo o sobrinho, em virtude do desaparecimento do tio, do comunicado do banco e de posse de uma informação do avô dele, de que havia visto a vítima no sítio da família, foi até o local e encontrou os corpos.

De acordo com informações preliminares da Polícia Militar, o homem teria usado a arma de trabalho para matar a mulher e, em seguida, se suicidou. O revólver calibre 38 foi encontrado na mão do homem.

Segundo o boletim de ocorrência, a mulher foi encontrada com quatro perfurações e o homem com uma. Ao que tudo indica, o crime ocorreu por volta das 17h, de segunda-feira, pois vizinhos do sítio ouviram barulhos de disparos de arma de fogo, mas não averiguaram do que se tratava. A arma foi aprendida pela Polícia Militar.

Redação do Jornal Nova Imprensa

Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Últimas Notícias