Um casal que voltava da lua de mel em Cancún, no México, foi internado na manhã de hoje no Hospital das Clínicas de Belo Horizonte com suspeita de ter contraído gripe suína. A informação é da Secretaria da Saúde do Estado. O casal, que mora em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, desembarcou por volta das 4 horas no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins. Os dois passam por exames após sentirem os sintomas da doença.
Hoje o Gabinete Permanente de Emergência, que reúne técnicos dos ministérios da Saúde e da Agricultura e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), está reunido no Ministério da Saúde para avaliar os riscos no Brasil do surto de gripe suína detectado no México. O gabinete foi instituído no último sábado para monitorar a situação da gripe suína e indicar medidas adequadas. O grupo, segundo nota divulgada ontem à noite pelo Ministério da Saúde, se reunirá diariamente para avaliação.
De acordo com a nota do Ministério, até o momento não há evidências da circulação do vírus da influenza suína em humanos no Brasil. Dois casos verificados em São Paulo, estão sendo investigados para identificar a causa do quadro clínico, mas, segundo a nota, não atendem à definição de caso suspeito de influenza suína por não apresentarem sinais e sintomas compatíveis com a doença.
O Ministério acrescenta que foi instituído nos aeroportos brasileiros o monitoramento dos viajantes procedentes das áreas afetadas. Todas as providências estão sendo adotadas para que as tripulações das aeronaves orientem os passageiros, ainda durante o voo, sobre sinais e sintomas da influenza suína. Passageiros com os sintomas deverão se identificar à tripulação e receberão orientações da Anvisa no aeroporto de desembarque. (Solange Spigliatti)

print
Comentários