Com o intuito de minimizar os efeitos provocados pelas chuvas ao sistema elétrico e ao atendimento dos consumidores, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) investiu R$ 58,3 milhões na melhoria e manutenção da rede de transmissão e distribuição da Região Oeste.
Os investimentos e as ações previstas foram apresentados nesta quinta-feira (29) pelo coordenador regional do atendimento aos clientes do poder público, Divino Barros Vieira, e pelo técnico de planejamento hidrometeorológico da Cemig, Geraldo Manoel Moreira da Paixão.
O objetivo é diminuir o número de interrupções e restabelecer o fornecimento de energia no menor tempo possível, reduzindo os transtornos à população e às empresas, durante o período chuvoso.
De acordo com Divino Barros Vieira, foram investidos, em 2010 e 2011, R$ 44 milhões em reforma e aumento da capacidade de linhas de transmissão e subestações, R$ 2,7 milhões em reforma, reforço e automação de redes de distribuição e cerca de R$ 11,6 milhões em manutenção preventiva. Além disso, a Cemig realiza a substituição de redes convencionais por redes protegidas e isoladas, mais compatíveis com a arborização urbana, contribuindo para a redução do número de desligamentos.
Alerta meteorológico
Além de todas as ações e investimentos diretamente relacionados ao sistema elétrico, a Cemig conta com um serviço de meteorologia que prevê a ocorrência de tempestades.
A partir do alerta meteorológico, é redimensionado o número de atendentes do Fale com a Cemig e de equipes prontas para realizar os serviços de restabelecimento de energia, de forma a atender a demanda extraordinária que surge com as chuvas.
As equipes de plantão são também previamente acionadas e posicionadas estrategicamente nas unidades da Empresa para atuar com maior agilidade. Neste ano, dependendo da previsão meteorológica e dos efeitos causados por uma tempestade, até 400 empregados e mais de 100 veículos, podem ser acionados na Região Oeste.
Além disso, a Cemig continua sendo uma das distribuidoras de energia elétrica do Brasil com a maior central de atendimento a clientes. O Fale com a Cemig ? 116 funciona 24 horas por dia, com capacidade para atender cerca de 300 mil ligações/dia, inclusive por meio do atendimento eletrônico.
Radar meteorológico
Com o objetivo de monitorar tempestades severas com antecedência de até 6 horas, a Cemig está investindo R$ 10,5 milhões na implantação de um radar meteorológico no Morro do Elefante, no município de Mateus Leme.
O equipamento, importado da Finlândia, emite ondas eletromagnéticas que, após passarem pelas nuvens, retornam gerando dados. O radar emite informações precisas em um raio de até 200 quilômetros de abrangência e dados com menor grau de detalhamento em até 450 quilômetros. O início da operação está previsto para novembro deste ano.
Números
Na Região Oeste, a Cemig possui uma rede de distribuição com cerca de 50 mil quilômetros de extensão, 206,8 mil postes, 89,5 mil transformadores e 50 subestações controladas remotamente.

print
Comentários