Na reunião desta segunda-feira (30) na Câmara Municipal, os vereadores questionaram algumas atitudes da Companhia Energética de Minas Gerais. Gonçalo Faria/PSB mandou voto de repúdio para a Cemig por ter interrompido o fornecimento de energia na avenida Abílio Machado e em outras localidades para a troca de um poste. ?Parou todo o comércio. Quem vai cobrir os prejuízos??, questionou o vereador. Segundo Gonçalo, a interrupção aconteceu por volta do meio dia da última quinta-feira (26) e durou algumas horas. O edil comentou que o serviço poderia ter sido feito no fim de semana, para evitar que o comércio ficasse paralisado.
O vereador Mauro César/PMDB também questionou sobre a falta de lâmpadas em 19 postes da avenida Geraldo Almeida, a partir da Praça da Bomba até as imediações da Praia Popular. O edil ainda fez um pedido de providências à Cemig para que seja solucionado o problema da falta de iluminação no condomínio Furnas Iate Clube (FIC). Segundo ele, os condôminos pagam a taxa de iluminação pública, mas faltam lâmpadas nos postes.

O que diz a diretoria da Cemig
Questionado sobre os problemas apresentados acima, o engenheiro coordenador da Cemig em Formiga, Evandro Lúcio de Oliveira, explica que a Companhia estava em dívida com a Prefeitura para fazer a obra na praça do Cemitério do Santíssimo, que passa por uma revitalização. Havia um poste no meio da rua, o que causava riscos nas imediações. O engenheiro esclareceu que, se fizesse o serviço por meio de uma empreiteira e no fim de semana, ficaria mais caro para a Prefeitura, porque as equipes de fora teriam que ficar de sobreaviso.
Evandro de Oliveira conta também que a obra demandava serviços da Telemar, o que ainda não teria sido feito até o momento. ?Não teríamos programação para fazer aquela obra nos próximos 30 dias. Por isso, fizemos no último dia 26?. De acordo com o engenheiro, o serviço foi feito em mutirão, com uma equipe de fora.
Ao invés de interromperem a energia de 1.500 consumidores, como estava previsto anteriormente, a interrupção atingiu apenas 350 imóveis, como revela o engenheiro. Ele salienta que os comerciantes da Abílio Machado foram avisados com 10 dias de antecedência sobre a interrupção.
Com relação aos postes da avenida Geraldo Almeida, o engenheiro conta que prometeu ao prefeito Aluísio Veloso/PT que esta semana mesmo vai providenciar as lâmpadas. Segundo ele, alguns pontos da cidade estão com a iluminação pública pendente porque esta semana está chovendo constantemente e houve aumento no número de ocorrências de falta de energia. Evandro de Oliveira destaca que a Cemig conseguiu uma equipe extra, de Pará de Minas, para ajudar nos serviços.
Sobre o problema da iluminação pública no FIC, o engenheiro disse que a Companhia não recebeu solicitações pelo 116 e não tem reclamação formal sobre o caso. Ele vai aguardar o pedido de providências da Câmara para buscar soluções.

print
Comentários