Subiu para 150 o número de mortos no rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e prestes a completar duas semanas. As informações sobre as buscas foram atualizadas em entrevista coletiva no início da tarde desta quarta-feira.

Dos 150 corpos resgatados, 134 foram identificados. Outras 182 pessoas continuam desaparecidas. Hoje, 13º dia de buscas, foi lançado um efetivo de 379 homens e mulheres, entre bombeiros militares e também voluntários civis.

A manhã começou com uma chuva fina no centro de operações montado em Córrego do Feijão, mas o tempo melhorou e as 30 equipes com apoio de 21 máquinas pesadas e quatro caminhões seguiram para o trabalho.

De acordo com o porta-voz do Corpo de Bombeiros, tenente Pedro Aihara, as buscas na  região continuarão por tempo indeterminando, e diariamente estão sendo monitoradas as condições climáticas da região.

“Não haverá o término das operações. Pela característica da área e quantidade de corpos, a operação ainda levará um tempo”, assegurou.

De acordo com ele, a previsão meteorológica aponta a ocorrência de chuvas nos próximos 10 dias, o que dificulta o trabalho dos bombeiros. Nesta quinta-feira, o Comando dos Bombeiros fará uma reunião para avaliar a necessidade de um novo mecanismo de buscas. (Com informações de Guilherme Paranaíba)

IMPRIMIR

Fonte:

Estado de Minas