O temporal que atinge São Paulo desde domingo (9) deixou a cidade em estado de atenção. As marginais Tietê e Pinheiros têm trechos intransitáveis e a circulação dos transportes públicos está comprometida. O metrô opera normalmente, mas a linha 9 da CPTM parou – a linha 8 da CPTM ficou paralisada até às 9h10. A Zona Oeste da cidade foi a mais afetada. A recomendação dos bombeiros é que as pessoas evitem sair de casa.

No começo da manhã desta segunda-feira (11), a cidade chegou a registrar 76 pontos de alagamentos, sendo 68 transitáveis e 8 transitáveis interditáveis. Às 9h, este número baixou para 56 pontos de alagamentos, sendo 51 intransitáveis e 5 transitáveis.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que, desde domingo (9) até as 8h desta segunda-feira (10), foram registrados 141,2 mm de chuva em Barueri. No Mirante de Santana, na Zona Norte de São Paulo, foram registrados 113,2 mm de chuva. A média nos últimos 30 anos para o mês de fevereiro nesta estação de medição é de 249,7mm.

A Marginal Tietê foi totalmente interditada, na altura da ponte da Casa Verde, sentido Cebolão, por volta de 5h30. O rio transbordou.

Uma das principais avenidas da Vila Guilherme/Zona Norte, a Joaquina Ramalho, está debaixo d’água. O Corpo de Bombeiros está no local socorrendo os pedestres que ficaram ilhados.

Ônibus

A SPTrans informa que a circulação dos ônibus municipais está prejudicada e que as equipes reforçaram o monitoramento da operação dos ônibus, orientando os passageiros em seus deslocamentos.

Em razão dos pontos de alagamentos intransitáveis, os ônibus não circulam em importantes vias da capital

As garagens da Santa Brígida, que atende às regiões da Lapa, Barra Funda, Pirituba, Jaraguá; e da MoveBuss, que atende às regiões de Sacomã, Sapopemba e Vila Prudente, tiveram atrasos na saída dos coletivos.

Os veículos do Serviço Atende+, da garagem da NorteBuss, tiveram dificuldade na saída entre 5h e 7h15.

Os 31 terminais de ônibus municipais estão operando normalmente e não há alagamento no interior desses equipamentos, entretanto, os ônibus têm dificuldade em realizar o atendimento devido ao acesso prejudicado pelos alagamentos.

O Plano de Ação Entre Empresas em Situação de Emergência (Paese) foi acionado a pedido da CPTM, em decorrência de problemas que afetaram a circulação dos trens na linha 9 – Esmeralda entre as estações Osasco e Santo Amaro.

Há problemas também no transporte público. A circulação de trens na linha 9 Esmeralda da CPTM está interrompida entre as estações Osasco e Santo Amaro por causa de alagamentos. Os ônibus do sistema Paese foram acionados.

Também há problemas na linha 8 Diamante. Há interrupções entre as estações Itapevi e Comandante Sampaio.

A operação dos ônibus metropolitanos também está comprometida, com dificuldade de circulação dos veículos e atrasos por causa das vias alagadas. A recomendação é que os passageiros consultem a situação da linha em tempo real pelo aplicativo da EMTU. O rodízio de veículos foi suspenso.

Morte

Um homem de 33 anos, que desapareceu na enchente em São Bernardo do Campo, teve o corpo encontrado por volta de 6h30 desta segunda pelos bombeiros e um piscinão.

Além do ABC e da capital, a chuva também inundou ruas de Osasco, Carapicuíba, Itapevi e Barueri.

Previsão do tempo

De acordo com a Prefeitura da capital paulista, a propagação do sistema frontal deixa o tempo fechado e chuvoso nesta segunda-feira (10). Os termômetros oscilam entre 24°C no início da madrugada e 18°C no fim da noite.

Desde a madrugada, há regiões da cidade que concentraram mais de 100 milímetros de chuva.

Imprimir

Fonte:

G1