A chuva de granizo que atingiu as cidades de Antônio Dias, no Vale do Rio Doce, Serro, no Alto do Jequitinhonha, e Dona Eusébia, na Zona da Mata, deixou 1.600 desalojados no fim de semana. Na sexta-feira, a cidade de Manhuaçu, também na Zona da Mata, registrou a segunda morte provocada pelos temporais no Estado.
Com a ventania, uma árvore caiu em cima de um motociclista, que não resistiu aos ferimentos. A primeira vítima, também motociclista, foi eletrocutado no bairro Prado, região Oeste de Belo Horizonte, há vinte dias.
De acordo com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas, 17 moradores ficaram feridos em Antônio Dias, onde 954 pessoas tiveram que deixar suas casas. Duzentas e trinta e sete residências foram destelhadas no município. As comunidades rurais de Oncinha, Torra, Fazenda dos Assis, Japão e Biboca foram as mais castigadas.
A chuva também causou estragos, no sábado, na cidade do Serro. De acordo com a Defesa Civil Estadual, os moradores mais afetados foram os dos bairros Lazaretto, Santo Antônio, Bicentenário e Novo Rosário.
Cerca de 450 pessoas tiveram as casas destruídas e deixaram seus imóveis. Os sistemas de abastecimento de água, luz e comunicação também foram parcialmente afetados. Em Dona Eusébia, 80 casas foram atingidas pela chuva de granizo e 200 moradores ficaram desalojados neste fim de semana.
Frente fria chega hoje e traz pancadas de chuva e vento forte
O calor em Belo Horizonte e na região metropolitana deve dar uma trégua hoje. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), uma frente chega a Minas Gerais e provoca queda na temperatura, trazendo chuva moderada e forte, com trovoadas e rajadas de ventos.
Na capital, a temperatura máxima hoje será de 27º C e a mínima de 18ºC. Até amanhã, o tempo ficará nublado com possibilidade de pancadas de chuva a qualquer hora do dia ou da noite.
A Defesa Civil Municipal também emitiu um alerta sobre a chegada da frente fria e informou que os ventos podem chegar a 70 km/h. O tempo nublado também irá predominar no Triângulo e as regiões Central e Noroeste do Estado.

print
Comentários