Quem olhar para o céu na direção da Constelação de Órion poderá ter a sorte de observar a chuva de meteoros Orionídeos. O fenômeno, que ocorre todo ano nesta época e é visível tanto do hemisfério norte quanto do hemisfério sul, começou em meados de outubro e vai até o início de novembro. Segundo a Nasa, o fenômeno vive seu pico neste sábado (22).

Segundo o astrônomo Cásiso Barbosa, autor do Blog Observatório, do portal G1, o melhor horário para observar o céu seria entre 22h e meia-noite. Depois, só os meteoros mais brilhantes, que são a minoria, serão visíveis.

Para tentar ver os meteoros, também é preciso que o local de observação esteja escuro.

Este ano, o fenômeno deve ser caracterizado por poucos meteoros e a visibilidade pode ser prejudicada por causa da fase da Lua, cujo brilho deve ofuscar outros objetos celestes.

A chuva de meteoros Orionídeos ocorre quando a órbita da Terra cruza com detritos originários do Cometa Halley.

 

Fonte: G1||http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2016/10/chuva-de-meteoros-vai-ate-novembro-mas-visibilidade-e-baixa.html

print

Comentários