Já chega a 18 o número de mortes em decorrência do período chuvoso em Minas, conforme boletim divulgado nesta terça-feira (17) pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec). A morte foi registrada durante a chuva do último domingo (15) em Passos, no Sul do Estado.

O forte temporal que atingiu o município no fim de semana provocou o transbordamento do córrego Boiadeiro, que corta a região. No dia do incidente, uma pessoa ainda não identificada, de aproximadamente 50 anos, acabou arrastada pela enxurrada para o interior do ribeirão.

Os bombeiros só encontraram o corpo, às margens do córrego, nessa segunda-feira (16). A vítima foi encaminhada ao Instituto Médico-Legal (IML) para identificação.

Nas redes sociais é possível ver vídeos compartilhados pelos moradores da cidade que mostram o transbordamento de outro córrego na região, o Barrinha, chegando a alagar a avenida.

A 17ª morte foi registrada na cidade de Mendes Pimentel, na região do Rio Doce. Uma mulher de 52 anos morreu, na sexta-feira (13), quando o carro em que ela estava foi engolido por uma cratera na MG-417, sendo arrastado pela correnteza. Outras três pessoas estavam no veículo, mas conseguiram se salvar.

O corpo de Eva Rodrigues Fonseca foi localizado no domingo pelo Corpo de Bombeiros. Ela estava a aproximadamente 18 km do local do acidente.

Números

Até esta terça-feira, 17 cidades  mineiras já haviam decretado situação de emergência em decorrência do período chuvoso e outros 13 municípios sofreram com eventos adversos, mas não chegaram a baixar o decreto.

Minas Gerais já registrou 2.396 pessoas desalojadas, 223 desabrigados, 21 feridos, 738 casas danificadas e 61 destruídas, além de 36 obras de infraestrutura danificadas e 18 completamente destruídas. Duas pessoas estão desaparecidas.

Córrego na cidade de Passos chegou a transbordar (Foto: Divulgação O Tempo Online)

 

Fonte: O Tempo Online ||

Imprimir

Comentários