As cidades que integram a Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Divinópolis registraram 21 casos de dengue grave em 2019, conforme Boletim Epidemiológico divulgado Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) na quarta-feira (8).

De acordo com a metodologia adotada pela SES-MG, foram 162 casos de dengue com sinal de alarme registrados no ano passado em 24 cidades da SRS de Divinópolis.

Já Formiga aparece em 16º lugar entre as cidades do estado que mais registrou casos de dengue nas últimas quatro semanas. A SES-MG não divulgou os números de caso por cidade, como fazia nos boletins anteriores.

Até a última atualização do boletim, nessa quinta-feira (9), as cidades da SRS Divinópolis não tinham registrado casos de dengue com sinal de alarme e dengue grave em 2020. Confira os dados sobre os casos da doença abaixo.

Dengue em 2019

Cidade Dengue com sinal de alarme Dengue grave
Arcos 4 2
Carmo do Cajuru 3 1
Carmópolis de Minas 4 0
Divinópolis 91 4
Estrela do Indaiá 2 0
Formiga 2 1
Igaratinga 1 0
Itaguara 1 0
Itatiaiuçu 0 1
Itaúna 2 0
Lagoa da Prata 16 2
Luz 1 1
Martinho Campos 0 2
Nova Serrana 18 3
Oliveira 4 0
Pará de Minas 6 1
Pedra do Indaiá 1 0
Pitangui 2 1
Santo Antônio do Monte 1 0
São Gonçalo do Pará 3 2

 

 

Mortes por dengue

Foram 17 mortes por dengue confirmadas nas cidades da SRS de Divinópolis no ano passado, 13 óbitos continuam em investigação. Não há registros de mortes este ano, por dengue, no estado.

No último boletim divulgado pela SES-MG em 2019, Lagoa da Prata teve um novo óbito confirmado, totalizando três. Contudo, no levantamento desta quinta, uma das mortes aparece com status de investigação.

Mortes por dengue em 2019

Cidade Confirmado Em investigação
Arcos 2 0
Carmo do Cajuru 1 0
Córrego Fundo 0 1
Divinópolis 3 3
Dores do Indaiá 0 1
Formiga 0 1
Igaratinga 0 1
Lagoa da Prata 2 1
Luz 1 0
Martinho Campos 2 0
Moema 0 2
Nova Serrana 2 0
Pará de Minas 1 2
Pitangui 1 1
São Gonçalo do Pará 2 0

Fonte: SES-MG

Dengue em MG

De acordo com o Boletim Epidemiológico, foram 3.014 casos classificados como dengue com sinais de alarme e 276 como dengue grave. Os dados são de 2019, fornecidos pelo Sistema de Informação dos Agravos de Notificação (Sinan). São 56 casos prováveis de dengue este ano.

Foram 169 mortes confirmadas pela doença no ano passado, permanecendo 105 em investigação. Também não houve óbitos registrados até o momento no estado.

Chikungunya

Luz, Candeias e Santo Antônio do Monte registraram um caso provável cada de chikungunya nas últimas quatro semanas. Foram 2.811 casos prováveis da doença em 2019, desse total, 48 gestantes, sendo 12 com confirmação laboratorial.

Este ano, apenas um caso provável foi notificado na cidade de Belo Oriente. A pessoa não está grávida. Um óbito em Patos de Minas foi confirmado pela doença no ano passado, um está em investigação. Não há ocorrência de óbitos em 2020.

Zika

Apenas Santo Antônio do Monte registrou um caso provável de zika nas últimas quatro semanas. Até o momento, 68 amostras foram positivas na sorologia para a doença. Em 2020 foram coletadas oito amostras até o momento, apenas uma teve resultado positivo em São Geraldo do Baixio.

 

Fonte: G1||
Imprimir
Comentários