A cirurgia bariátrica é um método que pode fazer bem e melhorar a qualidade de vida de muitos obesos. Porém, não é qualquer um que pode fazer ? ela exige uma indicação especial do médico. Além de ajudar na perda de peso, a operação pode ainda melhorar a diabetes e, em alguns casos, até combatê-la totalmente, como explicou o endocrinologista Bruno Halpern.
Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, a cirurgia é indicada para obesos que estejam com a doença muito descompensada e já em uso de pelo menos três remédios para controle.
Nesse caso, a melhora da doença ocorre por alguns motivos: a perda de peso que consequentemente reduz a resistência à insulina; a melhora da alimentação e redução na quantidade de calorias ingeridas; e a mudança dos hormônios do intestino, como explicou o cirurgião do aparelho digestivo.
Vale ressaltar, porém, que cerca de 10 anos depois da cirurgia, a diabetes pode voltar, menos grave e mais controlada, principalmente em pacientes que voltam a engordar. Existem casos ainda em que a doença não desaparece totalmente, apenas melhora um pouco.
Segundo o médico Bruno Halpern, a cirurgia costuma ter mais efeito em pessoas que se descobriram diabéticas há pouco tempo ou ainda estão no quadro de pré-diabetes. Pacientes que têm a doença há mais de 10 anos, por exemplo, podem não ter nenhuma melhora por causa da condição do pâncreas, que muitas vezes já está sobrecarregado. Mas cada caso deve ser avaliado individualmente, alertam os médicos.
Iogurte
Segundo um estudo recente da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, consumir um pote de 125 gramas de iogurte a cada dois dias pode reduzir em 28% os riscos de o paciente desenvolver diabetes tipo 2.
No entanto, o endocrinologista Bruno Halpern lembra que esse estudo foi feito com base em observações e gera apenas uma hipótese.
O cirurgião do aparelho digestivo Fábio Atui explica que essa relação pode ter sido feita porque o iogurte é um alimento com uma grande quantidade de bactérias boas, que podem mudar a flora intestinal. Baseado nisso, pode ocorrer a melhora ou até mesmo a prevenção da diabetes, como explicou o médico.

print
Comentários