A Corregedoria Nacional de Justiça, órgão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), determinou nesta quinta-feira (9) que o Tribunal de Justiça de Sergipe explique o pagamento de cerca de R$ 1 milhão aos 13 desembargadores do estado.

A determinação é do corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, que instaurou pedido de providências sobre o tema.

Segundo o CNJ, a determinação foi feita após o ministro tomar conhecimento pela imprensa de que os 13 desembargadores do TJ-SE teriam recebido, em dezembro de 2019, o valor total de quase R$ 1 milhão em vantagens e indenizações. A reportagem foi publicada pelo jornal “O Estado de S.Paulo”.

Segundo Martins, a notícia apresenta fatos que merecem ser analisados pela Corregedoria Nacional de Justiça a fim de se apurar a “eventual irregularidade de pagamento de verbas a magistrados”.

Imprimir
Comentários