O sorteio dos mandos de campo da Copa do Brasil possibilitou a criação de uma situação: Cruzeiro e Atlético podem jogar, no Mineirão e no Independência, respectivamente, no mesmo dia (4 de abril). A Raposa recebe o Vasco, pela Libertadores. Já o Atlético deve ter o confronto contra o Ferroviário-CE confirmado para a mesma data, ao menos por ora.

É algo que não costuma acontecer, até por ordem de segurança pública. Mas que há chances de ocorrer devido a uma nuance de fatores. O Comando de Policiamento Especializado da Polícia Militar de Minas Gerais (CPE) classifica como “possível” que Raposa e Galo joguem na mesma praça (BH) no mesmo dia. Tudo irá depender, entretanto, de estudos, análises da PMMG com os clubes e federações.

“É possível, principalmente diante da boa conduta dos verdadeiros torcedores [pessoas do bem/ordeiras]. Seremos rigorosos com aqueles que promoverem a desordem. Que já fiquem sabendo disto”,  disse, ao portal  Hoje em Dia, o coronel Giovanne Gomes da Silva, comandante do (CPE), lembrando inclusive que Atlético e Cruzeiro irão jogar no mesmo dia em BH neste domingo, pela volta da semifinal do Mineiro, ainda que o Galo seja visitante contra o América no Horto, e a Raposa seja mandante contra o Tupi no Mineirão.

O Coronel, por outro lado, explicou que é preciso ainda aguardar um posicionamento oficial dos responsáveis pelos jogos para uma manifestação oficial da PMMG. Além disso, para determinar como agir numa situação dessas, as forças de segurança pública do Estado mantém canais diretos de comunicação com as diretorias dos clubes, além da própria CBF através da FMF.

“A PM já tem adotado, dentro de um planejamento prospectivo, às medidas necessárias diante deste cenário. Dentre as diversas ações, está inclusa a abertura de um canal direto do Comando da PM com a FMF a qual intermedeia os contatos necessários com a CBF. A PM mantém ainda um contato constante com a diretoria dos clubes. Este diálogo permite o equilíbrio necessário para a segurança dos torcedores”, afirmou o Comandante do CPE.

E para analisar a possibilidade desta situação ocorrer – Galo e Cruzeiro no mesmo dia – é preciso ter sempre em vista questões como previsão de público e rivalidade entre torcidas. Vale ressaltar que o adversário do Cruzeiro tem torcida organizada com amizade com a maior torcida organizada do Atlético, a Galoucura.

“Quando do planejamento e discussão através dos canais de comunicação estabelecidos, conforme já narrado, iremos avaliar todos os cenários, como por exemplo a previsão de público, rivalidade entre torcidas, etc… Iremos analisar caso a caso, mas a Polícia Militar mineira está preparada para a garantia da segurança nos eventos esportivos. O estabelecimento do canal de comunicação constante com os demais órgãos e diretoria dos clubes será fundamental quando da tomada de decisões”.

Data indefnida, mas dirigida
A CBF ainda não marcou oficialmente a partida de ida da quarta fase da Copa do Brasil entre Galo e Ferroviário para o dia 4 de abril. Fato é que ela acontecerá em Belo Horizonte na primeira semana de abril, podendo ser no dia 5 (quinta-feira), por exemplo.

Mas até mesmo este adiamento acarretaria em efeitos colaterais. Isso porque, se o Cruzeiro joga dia 4 e o Atlético no dia seguinte, e caso ambos sejam os finalistas do Campeonato Mineiro, o segundo jogo da decisão será no dia 8 de abril, e a Raposa ganharia um dia extra de descanso em relação ao rival.

IMPRIMIR

Fonte:

Hoje em Dia