Intensificando as ações de combate à dengue, a Prefeitura de Formiga, por meio da Diretoria de Comunicação e da Secretaria de Saúde, inicia a campanha educativa “Dica da Semana”, que orientará a população formiguense quanto a ações que devem ser desenvolvidas para evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. A primeira orientação é referente às caixas d’água e aos ralinhos.

O mosquito Aedes aegypti adentra nas casas por três motivos: para abrigar-se do calor externo; para desovar ou para procurar alimento. Desta maneira, pequenos cuidados podem evitar a permanência do transmissor dentro de imóveis.

Os ralinhos e as caixas de passagem de água de chuva têm sido grandes geradores de focos do mosquito no município, então, para evitar que eles se tornem criadouros ou atrativos para o vetor permanecer dentro das casas, o Setor de Endemias apresenta algumas dicas, além daquelas que todos já têm conhecimento.

• ralinhos que não são usados para escoamento de água com frequência devem ser cobertos e toda a água que estiver neles deve ser retirada. Mantenha-o sempre vedado. Improvise uma tampa ou ainda utilize uma tela mosqueteiro para vedar e impedir a entrada do mosquito;

• para ralinhos que correm água constantemente ou que são de áreas sempre lavadas com produto químico (água sanitária, detergente, sabão em pó, etc.) são locais que podem ficar livres das larvas, mas não do mosquito adulto, pois ele ainda pode usar o local para desovar. Use tela mosqueteiro para vedar e impedir a entrada do mosquito. Ela não atrapalha o fluxo da água;

• para as caixas de passagem de água de chuva é importante observar o cano de saída da água, que fica um pouco acima da base da caixa e retém água entre o cano e a base, local ideal para o mosquito. Para eliminar esse problema, preencha o espaço com massa de cimento, fazendo com que toda a água que cair nela escoe diretamente.

 

Fonte: Decom ||
Imprimir
Comentários