Luz amarela do painel acesa e combustível reserva acionado com autonomia até a pausa para a Copa do Mundo. É desta forma que América, Atlético e Cruzeiro percorrerão os respectivos caminhos, com encerramento em 13 de junho, e utilizarão de toda potência disponível para findar a 12ª rodada no pelotão de frente da competição nacional.

Líder isolado da Série A, com 13 pontos, o Galo fará cinco das seis partidas em Belo Horizonte. Num momento em que a energia pode fazer a diferença, o alvinegro economizará bastante “petróleo”.

Neste sábado (26), às 21h, o desafio da equipe comandada por Thiago Larghi será contra o Flamengo, vice-líder, com 11 pontos. Vencendo o rubro-negro, o caminho seguirá livre pela frente.

“Quando você tem objetivo de conquista no Campeonato Brasileiro, fazer o dever de casa é essencial para conseguir chegar ao final da competição brigando pelo título”, comenta o goleiro Victor.

“A gente sabe da nossa força jogando em casa, de como o torcedor inflama a nossa equipe. Sabemos que, quando o torcedor atleticano apoia e joga junto com a equipe, a chance de conseguirmos uma vitória se multiplica”, acrescenta.

Prioridade total

Focar nas próximas seis rodadas e melhorar a posição na tabela do Campeonato Brasileiro é palavra de ordem no Cruzeiro. Na 13ª colocação, com sete pontos conquistados, a Raposa finalmente poderá olhar apenas para a competição da qual é tetracampeã.

Classificado para as oitavas de final da Libertadores e com a vaga bem encaminhada para as quartas da Copa do Brasil, torneios que voltará a disputar após a Copa do Mundo, o time celeste apostará todas as fichas no Brasileirão. E quem dá a palavra de ordem é Mano Menezes.

“Queremos terminar no grupo da frente do Campeonato Brasileiro. São bons indícios. Sabemos que podemos melhorar e oscilar menos, como oscilamos na Libertadores, oscilar menos dentro dos jogos. Você não pode sair do jogo, são jogos grandes”, diz o treinador.

Ao contrário do Atlético, o Cruzeiro fará quatro das seis partidas fora de casa. No domingo (27), o adversário será o Santos, no Pacaembu.

Força em casa

Já o América, que surpreende pela bela campanha nas seis primeiras rodadas, pode aproveitar da força construída dentro de casa para se manter longe do risco do rebaixamento e bem perto do pelotão de frente.

Com 10 pontos, e na sexta posição, a equipe comandada por Enderson Moreira ostenta o aproveitamento de 100% como mandante, pois venceu seus três jogos no Horto.

Nas rodadas antes do Mundial da Rússia, o Coelho fará quatro duelos na capital e apenas dois fora. Domingo, às 19h, a equipe terá pela frente o São Paulo, que também soma 10 pontos. O confronto será no Independência.

Eliminado na Copa do Brasil na última quarta-feira, no empate em 1 a 1 com o Palmeiras, o alviverde, assim como o Galo, só tem o Brasileirão na temporada.

IMPRIMIR