Instaurada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), na Câmara Municipal, que investiga denúncias de usurpação de poder público na Prefeitura de Formiga.
A primeira reunião ocorreu na terça-feira (13) no plenário da Câmara e reuniu além os membros da comissão – Arnaldo Gontijo (presidente), Mauro César (relator) e Luciano Duque (membro), a assessora de comunicação da Casa, Érika Oliveira e a secretária Flávia Gonçalves.
No primeiro encontro foram definidas as diretrizes da investigação que averigua a possível atuação do empresário Marco Aurélio Sallum, que não possui cargo na Prefeitura de Formiga. Segundo denúncias ele estaria dando ordem e tomando atitudes que seriam responsabilidade do prefeito Moacir Ribeiro/PMDB.
O primeiro passo da CPI será notificar os envolvidos para começar a ouvi-los. O prefeito Moacir Ribeiro, o empresário Marco Aurélio Sallum e o secretário municipal de Administração e Gestão de Pessoas, Carlos Alberto Sales deverão ser oficiados nos próximos dias.
De acordo com o presidente da comissão, o vereador Arnaldo Gontijo, ninguém está sendo acusado de nada. ?Essa é uma das funções da Câmara. Estamos apenas averiguando denúncias feitas, inclusive pelo vice-prefeito da cidade?, declarou.
Não foram divulgadas as datas para novas reuniões da Comissão.


Imprimir
Comentários