Ao ser procurado pela reportagem para nos auxiliar na busca de informações mais detalhadas sobre o montante da dívida atual do município, popularmente conhecida como “furo financeiro”, o vereador Luciano Luís Duque (Luciano do Trailer) nos surpreendeu quando afirmou que há meses a Prefeitura não remetia à Câmara, órgão fiscalizador, balancetes e documentos sobre sua movimentação financeira.

Imediatamente, encaminhamos à Câmara Municipal, e-mail buscando esclarecer esta situação por entendê-la como sendo de grande interesse público e recebemos, com a presteza que é marca da auditoria daquela Casa, a seguinte resposta:

Auditoria Câmara Municipal de Formiga

“Sr. Paulo,

informo que no dia 16/05/2016 às 10:17h foi protocolado na Câmara o Ofício nº 017/2016, assinado pela Secretária de Fazenda, Maria Cristina de Oliveira, encaminhando os Balancetes Mensais referente a 12/2015, 01/2016, 02/2016 e 03/2016.

Att.

Mariana Fátima Souza

Auditora do Legislativo

Câmara Municipal de Formiga

37 3329-2620”.

Questionamos:

1 –  Como é que o Poder Legislativo tem promovido as averiguações que se imagina serem de sua alçada, no exercício da conferência da destinação dos gastos públicos?

2 – O que justifica atraso, como aqui está comprovado, de 6 meses na remessa de tais informações por parte do Executivo? Será normal que o balancete ou balanço de dezembro só agora, em maio, seja oferecido para análise?

 

Imprimir

Comentários