Quando o calendário se aproxima de dezembro, muita gente já pensa nos planos para o ano que vem, pois no dia primeiro de janeiro um novo ciclo é iniciado. Quais serão as metas pessoais a serem realizadas? Será que é uma viagem? Um casamento?

E quanto às metas profissionais? Será que vale a pena investir na abertura de um novo negócio? Está na hora de fazer mais um curso na minha área de atuação?

Essas perguntas são comuns pouco antes e depois do calendário mudar de 2019 para 2020. Porém, para responder a todas elas com o máximo de segurança e certeza, é preciso estar atento para um detalhe muito importante: o orçamento doméstico.

Esse orçamento consiste em um balanço dos lucros e das despesas diárias que compreendem o seu dia a dia. As contas de água, luz, conserto do carro, o salário, os gastos com atividades de lazer, tudo isso é levado em conta na hora de elaborar o orçamento doméstico.

Ele pode ser efetuado por meio do famoso trio “calculadora, papel e caneta”. Mas diante da tecnologia que hoje temos à disposição, é mais rápido e fácil elaborar o orçamento doméstico utilizando algum aplicativo apropriado para isso.

Há inclusive sites especializados em auxiliar no planejamento do orçamento doméstico. O Minhas Economias, o Money Lover, o Toshl Finanças e o ​Organizze​ ​são alguns dos exemplos que podem ser utilizados.

O Organizze, por exemplo, possui a característica de um assistente financeiro, ajudando em todos os detalhes que são importantes para o planejamento de um orçamento doméstico.

Por meio dele é possível controlar os gastos, estabelecer hierarquia de despesas e utilizar tecnologia de criptografia para proteger informações importantes da sua conta.

A criptografia é muito importante para a segurança das suas informações. Não é à toa que essa tecnologia é também utilizada no ​certificado SSL​.
Esse certificado​ é o protocolo de segurança usado na maioria das lojas virtuais e em sites famosos.

Dicas de planejamento do orçamento doméstico

Para iniciar 2020 com toda a sua vida financeira em ordem, não custa nada prestar atenção em algumas dicas para planejar melhor o seu orçamento. Então papel e caneta e vamos às anotações!

Corte aqueles gastos que não são essenciais no seu dia a dia

Ter um bom orçamento pessoal já inicia com uma boa análise de todos os seus gastos, incluindo os supérfluos ou não. Dessa maneira é possível ter uma noção precisa se você anda gastando mais do que ganha.

Para evitar esse desajuste entre o lucro obtido e os valores gastos, é importante cortar todas aquelas despesas desnecessárias.

Nesse caso, para assegurar um planejamento adequado do seu orçamento doméstico, faça uma separação. ​Coloque de um lado as suas despesas em dois grupos distintos: o “eu gosto disso” e o “eu preciso disso”​.

Na seção que compreende os elementos do “eu preciso disso”, é preciso colocar todas as despesas que são fundamentais para o seu dia a dia, tais como boletos, alimentação e também aqueles consertos emergenciais (pode ser carro, saúde, computador ou algum outro eletrodoméstico).

Já na seção do “eu gosto disso”, você irá ordenar todos aqueles itens que acha interessante fazer ou ter, tais como passeios, produtos de entretenimento e atividades de lazer. Sinto muito avisar, mas nessa parte você terá que riscar alguns itens.

Tem dívidas? Não negue e pague quantas puder

Imagine uma bola de neve descendo ladeira abaixo, essa é uma ilustração perfeita do que são as dívidas no cotidiano de qualquer pessoa.

Lembre-se que quanto mais essa bola de neve aumentar, mais ela vai atrapalhar o seu caminho na hora de efetuar o planejamento do seu orçamento doméstico. Por isso, quite o quanto puder das suas dívidas e, acima de tudo, evite acumular mais.

É por isso também que a divisão das despesas entre itens que você gosta e itens que você tem necessidade é muito importante. Será que você precisa mesmo comprar uma placa de vídeo para o seu notebook? Será que você necessita mesmo daquele par de calçados na vitrine?

A gente sabe que muitos produtos são tentadores, mas antes de abrir a carteira de forma descontrolada, conte até dez e pense no seu planejamento financeiro para o ano que vem.

Evite as compras à prestação

Além das dívidas, a compra feita em parcelas também é uma grande inimiga do orçamento doméstico.

Isso acontece porque quando uma compra é parcelada, ainda que a sua prestação represente um valor viável, você pode acreditar que uma comprinha a mais não vai fazer diferença.

No entanto, é graças a esse parcelamento você percebe que no final das contas os gastos são maiores. Sendo assim, quando puder e se puder seja um adepto fiel dos pagamentos à vista. Eles são os grandes inimigos das dívidas.

Conclusão

O planejamento adequado do orçamento doméstico é uma questão de hábito. Você adquire isso com disciplina e planejamento. Além disso, fazendo um bom planejamento de 2020, você vai chegar em 2021 com o mínimo de dívidas.

Portanto, prepare o seu Organnize, o Contas Online, o ​Mobills​ ou outro aplicativo capaz de auxiliar no seu planejamento e obtenha um melhor controle do seu orçamento.

Ah! E lembre-se que poupar e controlar os gastos devem ser hábitos comuns. Se você ainda não desenvolveu tal hábito, é bom começar o quanto antes.

Imprimir

Fonte:

Agência de notícias Jaraguá do Sul