As denúncias de crimes contra a pessoa idosa ocupam o segundo lugar no ranking de ligações recebidas pelo Disque Direitos Humanos (0800-31-1119), ficando atrás somente das denúncias de crimes de violência infantil. A categoria maus tratos familiares lidera o ranking de ligações: foram 52 só nos primeiros cinco meses deste ano. Nos últimos três anos, o serviço recebeu 667 denúncias de crimes contra idosos. Deste total, 386 foram de maus tratos familiares.
Para discutir esses e outros temas, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) organizou até a terça-feira passada (24), a II Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa. O evento, que teve como tema a ?Avaliação das Redes Estadual e Nacional de Defesa e Proteção da Pessoa Idosa: avanços e desafios?, foi realizado no Hotel Fazenda Canto da Siriema, em Jaboticatubas. A conferência contou com o apoio do Conselho Estadual do Idoso (CEI).
Durante a abertura da conferência, o secretário-adjunto da Sedese, Juliano Fisicaro, ressaltou a importância do debate das questões relacionadas à pessoa idosa. ?Nossa população de idosos é muito grande e, mesmo com a aprovação do Estatuto do Idoso, temos que garantir a implementação de políticas públicas voltadas a esse público. Precisamos nos preocupar em garantir dignidade aos idosos, dando-lhes acesso aos direitos já conquistados?, afirma.
Em Formiga, a I Conferência Municipal do Idoso foi realizada a um mês, no dia 21 de maio. O objetivo foi discutir sobre o papel do idoso na atualidade e sobre os desafios enfrentados pela população dessa faixa etária. Na ocasião, também foi reativado o Conselho Municipal do Idoso. Também foram destacados 3 delegados para participar da II Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa, dentre os quais pelo menos um é maior de 60 anos.
Entre os objetivos do encontro estadual está a análise da reestruturação das Redes Estadual e Nacional de Defesa e Proteção dos Direitos da Pessoa Idosa (Renadi), identificando avanços, desafios e metas cumpridas no processo de implementação das políticas destinadas a garantir os direitos da pessoa idosa. Além disso, serão levantadas as prioridades das demandas das pessoas idosas no âmbito estadual e federal. Durante o evento, serão eleitos os delegados que vão representar o Estado de Minas Gerais na II Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, a ser realizada de 28 a 30 de outubro de 2008, em Brasília (DF).
O subsecretário de Direitos Humanos da Sedese, João Batista Oliveira, considera que foram conquistados alguns avanços no tratamento ao idoso, mas ressalta que ainda há necessidade de melhorias. ?O Brasil tem uma dívida histórica com os idosos a ser resgatada e os conselhos são instâncias que devem ser fortalecidas para reivindicar do governo políticas públicas que dêem a essa parcela da sociedade mais dignidade. A conferência é um momento para a sociedade civil se socializar e reivindicar?, afirma João Batista.

print
Comentários