O governo de Minas Gerais confirmou nesta quarta-feira (12) mais uma morte provocada pela Influenza A (H1N1). A vítima foi um homem de 34 anos, que morava em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro. Esta foi a quarta morte pela nova gripe confirmada no Estado. As três primeiras mortes foram confirmadas na segunda-feira (10). Nenhuma delas ocorreu na capital.
Minas Gerais será mais um Estado a adotar medidas para proteger as gestantes, um dos grupos considerados de maior vulnerabilidade ao vírus da Influenza A (H1N1). A Secretaria de Estado da Educação decidiu afastar, por tempo indeterminado, todas as professoras e servidoras da rede pública que estiverem grávidas.
A secretaria municipal de Belo Horizonte seguiu o exemplo e adotou a mesma medida na rede municipal. A prefeitura também afastará as gestantes que trabalham no atendimento a pacientes em postos de saúde e hospitais da rede municipal.

print
Comentários