A expectativa dos lojistas da capital mineira é de que o consumidor, neste ano, está disposto a gastar mais com o presente de Natal. Segundo pesquisa divulgada ontem pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), 45,53% dos comerciantes acreditam que os clientes vão desembolsar entre R$ 51 e R$ 100 para agradar familiares e amigos. Já a perspectiva de 41,33% dos entrevistados é de que as vendas do comércio lojista registrem um crescimento de até 10% no Natal deste ano em relação ao mesmo período do ano passado.
Já o desempenho das vendas para o mês de dezembro é faturar, em média, R$ 2,6 bilhões. A expectativa otimista, que representa um dos melhores resultados dos últimos anos, foi motivada, principalmente, pela expansão da renda, do crédito e também pela queda do valor do dólar no mercado, avalia o economista da CDL, Fernando Sasso.
O levantamento mostrou também que 80,67% dos empresários ampliaram o volume de encomendas para o Natal de 2010, 8% a mais do que em 2009. Conforme informações da CDL, nenhum dos lojistas entrevistados acredita em queda no faturamento em relação ao ano passado. Do total, 29,33% espera um crescimento entre 11% e 20% na arrecadação.
A pesquisa foi realizada no período de 18 de novembro a 6 de dezembro com 200 empresários do comércio. Sessenta e nove por centro dos entrevistados acredita que a forma de pagamento mais utilizada será o parcelamento no cartão de crédito, seguido de à vista, com 12% e dinheiro, 9,33%. Para atrair mais consumidores, 45,67% dos lojistas vão dar descontos nos preços dos produtos e 31,25% optaram por uma vitrine mais atrativa.

print
Comentários