A Secretaria de Saúde de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, confirmou na tarde desta sexta-feira (27) a segunda morte por febre maculosa – doença transmitida pelo carrapato-estrela contaminado com a bactéria Rickettsia rickettsii. Adriano Pereira dos Santos Ribeiro, de 42 anos, morreu na terça-feira (24) no Hospital Santa Rita.

A vítima morava em Florestal, também na região metropolitana. Segundo o médico veterinário e assessor técnico em Vigilância em Saúde de Contagem, José Renato de Rezende Costa, o paciente teve contato com vários animais.

“Ele é lavrador e relatou contato com vários animais na região rural de Florestal. Ele chegou com queixas de náusea, vômitos, cefaleia, dor abdominal, diarreia, mialgia e prostração”, relatou. O paciente foi internado no último sábado (21).

A primeira morte pela doença foi confirmada na quarta-feira (25) pela Prefeitura de Contagem. Aristeu de Souza Lima, 42, morreu na sexta-feira passada (20). Dias antes do óbito, Lima passeou a cavalo nas imediações do Parque Ecológico da Pampulha, em Belo Horizonte.

“A nossa equipe de vigilância está fazendo a inspeção de todo o trâmite desse usuário (Lima), não só aqui em Contagem, mas também em Belo Horizonte”, garantiu o secretário de Saúde do município, Bruno Diniz.

A Prefeitura informou ainda que descartou um terceiro caso suspeito de febre maculosa. Um homem de  37 anos, foi internado no dia 19 na UPA JK. O resultado deu negativo para a doença, mas ele segue na unidade de saúde.

 

Fonte: O Tempo Online||

Imprimir

Comentários