Um contrabando de 167 chifres de rinoceronte foi descoberto na África do Sul, e duas pessoas foram presas, anunciou a polícia neste domingo (14).

Esta foi uma das maiores apreensões já realizadas no país. A mercadoria estaria destinada ao Sudeste Asiático.

Os contrabandistas “foram presos ontem [sábado] na zona da represa de Hartbeespoort (…) Uma operação de inteligência levou à prisão. Eles foram encontrados em posse de 167 chifres de rinoceronte”, informou o porta-voz da polícia, Hangwani Mulauzi.

A demanda por chifres de rinoceronte é impulsionada principalmente por consumidores na China e no Vietnã, onde eles são usados na medicina tradicional.

O chifre é formado quase exclusivamente por queratina, mesma proteína que produz o cabelo humano e as unhas. Seu valor pode alcançar US$ 60 mil (mais de R$ 230 mil) por quilo nos mercados do Sudeste Asiático. Estes valores alimentam as lucrativas redes internacionais que dizimaram populações de rinocerontes nas últimas décadas.

Na África do Sul, onde se encontra 80% da população mundial de rinocerontes, 769 animais foram mortos em 2018. Na última década, mais de 7.000 animais tiveram o mesmo fim.

IMPRIMIR

Fonte:

G1