Com a assinatura do convênio que viabiliza a apreensão destes a Secretaria de Gestão Ambiental espera dentro de poucos dias, promover uma ?limpeza? que há muito, é reivindicada pela população.
De agora em diante, um veículo da Secretaria estará circulando pela cidade e toda vez que um animal estiver nas vias públicas, será acionado o ?Socorro Retina? que deverá promover a apreensão e o transporte do mesmo até a Fazenda do Unifor.
Lá o animal será recepcionado por um veterinário, depois de examinado e feitos os procedimentos relacionados a inspeção sanitária, o mesmo será cadastrado e chipado. Por sua hospedagem e alimentação naquela unidade, o município pagará ao Unifor uma diária de R$ 40 por animal recolhido. Pelo transporte e captura do animal, será cobrado do seu proprietário uma taxa de R$ 75 (equinos) e de R$ 45 (bovinos), além da multa, que segundo a lei, está fixada em R$300.
Segundo o secretário Jorge Zaidan, o convênio prevê que se no prazo de dez dias, o animal não for reclamado e as taxas e multas recolhidas ao caixa da Prefeitura, o mesmo pode ser leiloado ou doado. ?Nós optamos pela doação ao próprio Unifor (Curso de Veterinária) e no caso de bovinos, se houver possibilidade, pode ser que os encaminhemos a entidades filantrópicas, aqui sediadas. Mas isto ainda não está definido?.
O Unifor receberá ainda, mensalmente deste município, cerca de R$ 2.700 para o custeio do veterinário que estará a disposição do convênio, 24hs/dia.
Zaidan lembrou ainda que o convênio cobre apenas a captura de animais de grande porte na zona urbana. Na MG-050 a responsabilidade é da empresa Nascentes da Gerais e na BR- 354 e nas rodovias vicinais (zona rural) não há previsão da prestação deste serviço.

Imprimir
Comentários