O coordenador do curso de fisioterapia do Unifor-MG, André Carvalho Costa, iniciou o curso de doutorado em Promoção da Saúde, pela Universidade de Franca (Unifran), no dia 6 deste mês.
De acordo com o coordenador, o processo seletivo ocorreu no mês passado em duas etapas: análise de títulos e avaliação por entrevista. O resultado foi divulgado no dia 25 de fevereiro.
O projeto tem como tema: ?Impacto de um programa educativo em saúde sobre aspectos clínicos, bioquímicos e comportamentais de indivíduos com diagnóstico de obesidade?. Como destaca André Carvalho Costa, a obesidade é uma doença crônica, de etiologia complexa e multifatorial, podendo ser definida como excesso de tecido adiposo no corpo.
?A prevalência dessa doença está aumentando no mundo todo e, pelo fato de ser um dos principais fatores de risco para diversas doenças, vem sendo considerada como grande problema em saúde pública. Neste sentido, estratégias de prevenção da obesidade e ações voltadas para a promoção de saúde dos obesos, são fundamentais para minimizar esse distúrbio. Existem diversas intervenções para tal, mas uma em especial que merece destaque nesse cenário é a educação dos indivíduos para mudança dos hábitos alimentares, bem como o estímulo ao aumento do gasto calórico e às mudanças de comportamento?, esclareceu.
Frente a isso, o projeto busca avaliar a influência de um programa educativo em saúde sobre aspectos antropométricos, bioquímicos e comportamentais de indivíduos obesos. Para isso, será realizada uma intervenção com o Programa Educativo Para Emagrecimento (PEPE). Serão avaliados diversos dados antes e após a aplicação desse programa para, em seguida, verificar se houve um impacto positivo ou não na melhora desses dados.
?As expectativas são as melhores possíveis, já que o Programa de Doutorado em Promoção da Saúde, oferecido pela Unifran, é o único da América Latina. Além disso, pode-se destacar a perspectiva de obter uma melhor formação e preparação acadêmica para que, assim, possa compartilhar novos conhecimentos com os alunos?, comentou o professor.
Como de costume, o Unifor-MG contribui para a formação continuada do corpo docente. ?Ressalto o incentivo do Centro Universitário, por meio de apoio financeiro e flexibilidade com relação aos horários de coordenação. Sem isso, seria impossível ter cursado o mestrado e ingressado no doutorado. Lembro que o Unifor-MG sempre contribui em todas as áreas, destacando o incentivo e fomento na participação de cursos, palestras, congressos e publicação de artigos?, acrescentou.

O curso de doutorado será de grande relevância tanto para a vida pessoal como, principalmente, para a vida profissional do coordenador e para a instituição. ?A importância de se cursar o doutorado pode ser pautada na busca de novos conhecimentos, que contribuirão ainda mais para a formação dos alunos. Além disso, poderei estimular o desenvolvimento de novas pesquisas dentro da Instituição e melhorar ainda mais a qualificação do corpo docente no curso de Fisioterapia e outros que, por ventura, vier a lecionar?, concluiu o coordenador.

Imprimir
Comentários