Marcante, empolgante, inesquecível, transformador! Faltam palavras para explicar o impacto causado pela segunda apresentação do coral africano Watoto, na noite de terça-feira (28), na Igreja Batista Vale das Bençãos (IBVB) de Formiga.

Por cerca de uma hora e meia, as crianças e adultos do grupo presentearam o público que lotou o templo da IBVB, com canções, testemunhos de vida sempre carregados de mensagens sobre Deus e o que o amor dEle transformou na vida de crianças órfãs (cerca de 4 mil) e mulheres, que foram resgatadas pelo projeto Watoto, que funciona na cidade de Kampala, Uganda.

Durante as apresentações, cheias do vigor e da empolgante dança africana, foi comum ver o público se emocionar e aplaudir o coral.

w 3                 

A reação de quem esteve na IBVB não foi diferente em 2013, quando o Watoto esteve pela primeira vez em Formiga. A mudança foi mesmo na temática da apresentação do grupo. Na primeira visita à cidade, com a turnê “Beautiful Africa”, as crianças contaram histórias de dor causada pela perda dos pais e de irmãos por causa da fome, da guerra e de doenças como a AIDS, mas falavam da esperança que encontraram em Deus; dessa vez, com a turnê, “Oh what love” as canções e testemunhos são de celebração pela nova vida que receberam no Watoto.

Com cerca de 30 anos de fundação, são muitas as histórias de crianças que foram apadrinhadas por pessoas de todas as partes do mundo e conseguiram dar um bom rumo às suas vidas, inclusive se formando em cursos de ensino superior. Foi o que aconteceu com o jovem Ronie Kabwama que esteve em Formiga com o grupo; apadrinhado por um morador da cidade de Vancouver no Canadá, ele concluiu a faculdade de Serviço Social e se tornou um dos líderes do coral.

Com histórias como essa, o grupo convidou o público a se tornar parceiro do projeto Watoto por meio do apadrinhamento e abraçar a causa que tem transformado e alcançado não apenas as crianças e mulheres que vivem nas Vilas Watoto, mas outras milhares de pessoas. Saiba como ajudar no SITE OFICIAL do projeto

Vilas Watoto

O Ministério Watoto, cujo nome significa “crianças”, foi criado e fundado pelos pastores Gary e Marilyn Skinner e tem sido um significante instrumento de salvação para crianças de Uganda, na África. E é deste projeto que surgiu o coral. Com o objetivo de transformar a triste realidade da orfandade decorrente da aids e dos conflitos civis, há cerca de 30 anos, o casal mudava-se para Kamplala, Uganda, a fim de fundar uma igreja.

Foi quando surgiu o projeto de resgate das crianças. Nasciam aí então as vilas Watoto. São comunidades independentes onde as crianças recebem cuidados físico, espiritual e emocional. Cada vila consiste num conjunto de casas, escolas, clínicas médicas e um centro comunitário destinado às atividades sociais e da igreja.

As crianças recebem um lar amoroso, formado por uma mãe social e irmãos, tendo a oportunidade de frequentar uma escola, recebendo ensino de qualidade.

Todos os anos, o Watoto recebe voluntários de várias partes do mundo, que prestam serviços nas vilas trabalhando nas diversas áreas de atuação.

w 4

 

Lorene Pedrosa

print
Comentários