As 60 mil doses de vacina contra a Covid-19 destinadas para Belo Horizonte vão começar a ser aplicadas nos profissionais de saúde da capital na tarde desta terça-feira (19). De acordo com a Prefeitura, o lote de CoronaVac que está em poder do Estado será entregue para o município a partir das 13h. 

Assim que tiver acesso aos imunizantes, o Executivo encaminhará as doses para 20 hospitais públicos e privados que possuem CIT Covid. “Vamos cumprir o que anunciamos. 24 horas após o efetivo recebimento, todos os hospitais cadastrados receberão as vacinas para iniciar a vacinação nos seus profissionais de saúde”, declarou o subsecretário de Promoção e Vigilância à Saúde de BH, Fabiano Pimenta.

O gestor destacou que BH preparou uma logística para imunizar os profissionais de saúde imediatamente após o recebimento das doses. “Recebemos a comunicação da rede de frios do Estado que, a partir das 13h, estarão disponíveis as doses das vacinas destinadas ao município de Belo Horizonte. Nós estaremos lá nesta mesma hora para que o processo seja o mais rápido possível. E, a partir daí, irá para nossa central de rede de frios e ainda hoje cerca de 20 hospitais receberão as doses para vacinação do seu corpo profissional”, disse.

No total, a cidade possui 70 hospitais, entre municipais, estaduais, filantrópicos e públicos. Cerca de 140 mil trabalhadores atuam nas unidades de saúde, mas, como as doses são insuficientes para imunizar todos, a prefeitura iniciará a vacinação com aqueles que atuam no CTI Covid e CTI Geral. Com o público-alvo imunizado, a PBH espera diminuir o número de profissionais doentes e afastados do serviço em decorrência do novo coronavírus.

“É importante não só para BH, mas para a região metropolitana, porque todos os profissionais dos hospitais e das portas de urgência, do Samu e das UPAs poderão ser vacinados, o que diminui a incidência da doença nos profissionais de saúde. E, portanto, nós conseguimos manter o serviço com um quantitativo necessário e uma segurança a mais para a população”, destacou Pimenta.

Fonte: O Tempo

Imprimir
Comentários