Uma carga com 726 mil testes para diagnóstico do novo coronavírus chegou ao Brasil na manhã desta terça-feira (14), pelo Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). De acordo com a concessionária Aeroportos Brasil, que administra a estrutura, os 7,2 mil kits – cada um tem 100 análises da Covid-19 – foram encomendados pelo Instituto Butantan e serão usados pelo governo estadual no combate à doença.

Segundo o aeroporto, os testes saíram do Aeroporto Internacional de Incheon, na Coreia do Sul, e fez uma escala em Frankfurt, na Alemanha, antes de seguir para Viracopos. Foram dois dias de viagem até chegar ao destino final. Após o desembarque, a carga segue para São Paulo escoltada pelo Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar (Baep).

De acordo com a programação do Instituto Butantan, um novo carregamento deve chegar ao Brasil “nos próximos dias” com mais 550 mil exames, também com origem na Coreia do Sul.

O laboratório do Butantan foi homologado pelo Instituto Adolfo Lutz, que é vinculado à Secretaria Estadual da Saúde, para realizar os exames. A previsão do governo estadual é fazer a importação de 1 milhão de testes para ampliar a capacidade de diagnóstico.

“O desembarque ocorreu de forma ágil e segura no Terminal de Carga de Viracopos. O aeroporto concentra seus esforços nesta ação conjunta para auxiliar o país a suprir equipamentos e medicamentos neste momento de grave crise”, disse o presidente da concessionária, Gustavo Müssnich, em nota oficial.

Terminal de cargas

O Terminal de Cargas de Viracopos é a maior porta de entrada de produtos via aérea do Brasil, segundo um levantamento da Receita Federal do próprio aeroporto. De acordo com o balanço, a estrutura tramita, em média, 28 mil declarações de importação por mês, além de 13 mil exportações. Os números só ficam atrás do Porto de Santos.

Viracopos também foi eleito o terceiro melhor aeroporto de carga do mundo – na categoria de até 400 toneladas/ano – na Air Cargo Excellence Awards 2020, premiação realizada pela Air Cargo World, uma das principais publicações no setor.

A premiação é baseada na pesquisa de excelência em carga aérea, criada em 2005. Os prêmios são entregues anualmente às companhias aéreas e aeroportos de carga que alcançam as pontuações mais altas na pesquisa com base em fatores de desempenho. O resultado foi anunciado na última sexta-feira (10) e divulgado na segunda (13) pela concessionária.

Matéria do G1

print
Comentários