Redação Últimas Notícias

O corpo de Maria Eduarda Silva, de 15 anos, foi encontrado na tarde deste domingo (7) em um matagal, na rua José Eufrásio de Carvalho, Vila Didi, nas proximidades do Tiro de Guerra, em avançado estado de decomposição.

A equipe da Polícia Civil, comandada pelo delegado regional, Tiago Veiga Ludwig e pelo delegado de Crimes contra a Vida, Luis Paulo de Oliveira, em entrevista ao Últimas Notícias explicou que estava à procura de fatos que pudessem resolver o caso.

De acordo com a Polícia Civil, tudo apontava que o corpo estava naquelas imediações, pois o chip do aparelho celular de Maria Eduarda foi descartado na rua Pains.

Há suspeitas de que ela tenha sofrido violência sexual, e estrangulada com a própria blusa. A vítima estava nua e tudo leva a crer que ela tenha sido assassinada na noite do desaparecimento, na terça-feira (2), pela ordem cronológica dos fatos.

Ainda de acordo com a PC, o suspeito se encontra foragido e já foi decretado um mandado de prisão em desfavor dele. A equipe chegou até o indivíduo, pois descobriu o celular dela estava com um receptador e ele indicou o nome do suposto autor, que já é conhecido no meio policial por furtos.

O corpo de Maria Eduarda será sepultado às 9h desta segunda-feira (8), no Cemitério do Santíssimo, saindo do Velório filial do Helinho, na avenida Abílio Machado, bairro Sagrado Coração de Jesus.

Atualizada às 17h50 para acréscimo de informações

Imprimir
Comentários