A intensificação do fluxo de veículos nas estradas durante o feriado prolongado da Semana Santa tem sido motivo de atenção especial por parte do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG).
De acordo com os bombeiros, o ponto inicial consiste na inspeção do carro, antes de colocá-lo na estrada. Os itens listados são os seguintes:
? equipamentos de segurança, como extintor, triângulo e cintos de segurança;
? freios, observando o nível de óleo, pastilhas, lonas, regulagem, nível do fluido, possíveis vazamentos e o freio de mão;
?sistema elétrico, verificando o bom funcionamento dos faróis, lanternas, setas, luz de freio, luz de ré, luzes de emergência e buzina;
?pneus, estepe, alinhamento da direção, balanceamento das rodas, amortecedores;
?motor, conferindo o nível de óleo do motor, correias, mangueiras, ruídos anormais, regulagem, velas e cabos;
?limpadores de pára-brisa (borracha em bom estado), retrovisores externos e internos;
? cinto de segurança dos bancos da frente e de trás;
? marcador de combustível, velocímetro, encosto de cabeça;
? radiador, que deve ter seu nível da água conferido com o carro desligado.
Ao detectar ou suspeitar de qualquer problema de funcionamento mais sério, os bombeiros aconselham ao proprietário ou motorista que recorra a uma oficina mecânica especializada, solicitando que um profissional faça uma vistoria no veículo antes da viagem.

Ultrapassagens
A direção defensiva é a palavra de ordem para preservar vidas nas estradas, sobretudo nos feriados. As manobras de ultrapassagem devem ser rápidas e seguras. Só retorne à pista após localizar o veículo ultrapassado pelo retrovisor. Para isso, sinalize com antecedência sua intenção de ultrapassar.
Ultrapasse sempre pela esquerda e apenas nos trechos permitidos. Certifique-se de que a faixa da esquerda está livre e de que há espaço suficiente para a manobra. Jamais ultrapasse pelo acostamento das estradas, sobre pontes ou viadutos.
Nos dias de chuva, a ultrapassagem se torna mais perigosa e exige atenção redobrada, pois o veículo da frente provoca uma cortina d?água que dificulta a visibilidade. Todas as dicas anteriores continuam valendo, sendo acrescidas por uma maior distância com relação ao veículo a ser ultrapassado.

Chuva e neblina
Outra providência a ser tomada na pista molhada é a redução da velocidade. Além de aumentar a distância dos veículos à frente, acenda os faróis baixos, acione o limpador de pára-brisas e o desembaçador e mantenha as janelas com abertura suficiente para a circulação de ar e evitar o embaçamento.
É preciso um cuidado especial para evitar que os pneus percam o contato com o asfalto, devido à formação de uma lâmina d?água, fenômeno conhecido como aquaplanagem. Isso faz com que o motorista perca o controle sobre a direção do carro. Nessa situação, deve-se manter a marcha engrenada, diminuir a aceleração (sem frear), acender os faróis e girar suavemente a direção para a esquerda e para a direita até conseguir controlar o veículo.
Já em áreas com visibilidade prejudicada em decorrência de neblina, é preciso manter os faróis baixos acesos, mesmo durante o dia. Fique a uma distância segura do veículo à frente, abra um pouco os vidros para evitar o embaçamento, não trafegue pelo acostamento e evite fazer ultrapassagens.
O motorista não deve ligar o pisca – alerta com o veículo em movimento e muito menos parar na pista. Se for inevitável parar o carro, procure locais seguros e, aí sim, acenda os faróis e utilize os equipamentos de segurança, como pisca – alerta e triângulo.

Planejamento
É preciso planejar a viagem antes de colocar o carro na estrada, prevendo inclusive os períodos de descanso a serem feitos durante o trajeto. Prefira viajar de dia, em condições de boa visibilidade. Mantenha sempre a calma quando estiver ao volante.
Evite conversas e distrações, não descuide da sinalização, não pare na pista e não trafegue no acostamento. Caso o motorista note que está ficando com sono, aos primeiros sinais de cansaço é aconselhável parar imediatamente em um lugar seguro para relaxar.
A mistura álcool e direção é definitivamente proibida. A ingestão de álcool, mesmo em pequenas quantidades, diminui a coordenação motora e os reflexos. O uso do celular ao dirigir reduz a atenção do motorista e contribui para aumentar o risco de acidentes.
Vale a pena ressaltar que o cinto de segurança é um importante fator na prevenção de mortes nas estradas e deve ser utilizado inclusive pelos passageiros que ocupam o banco de trás.

Acidentes
Caso se depare com um acidente de trânsito, a principal dica é manter a calma. Providencie sinalização prévia para o local a uma distância de no mínimo 200 metros, para evitar outros acidentes em sequência. Se houver vítimas, acione o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193.
Mantenha as vítimas calmas e informe-as que o socorro está a caminho. Caso haja mais voluntários, trabalhe em equipe. É importante não executar os primeiros socorros se você não for treinado, pois isso pode agravar a situação da vítima.
Esses são alguns cuidados básicos e simples, que devem ser considerados para reduzir o número de acidentes e tragédias nas estradas.

Imprimir
Comentários