A Secretaria de Saúde, decidiu cancelar a compra de testes rápidos para diagnóstico da Covid-19 em Formiga. De acordo com a pasta, a medida foi tomada após orientação do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, concedeu uma entrevista coletiva nessa quarta-feira (1º), e falou sobre a ineficácia do material. “Eu faço um alerta sobre esses testes rápidos que medem os anticorpos. Quando dão positivo, resolvem o nosso problema, mas se derem negativo não é sentença de que é negativo. Eles têm um índice de sensibilidade que dão falso negativo”.

Diante do alerta do ministro sobre a ineficácia do produto, a Secretaria de Saúde não realizará mais os testes rápidos na população em geral.

De acordo com o secretário da pasta, Leandro Pimentel, a eficácia do material é de apenas 40%. “Com isso, a população fazer esse teste é um risco muito grande, porque a chance de dar um falso negativo é de 60%”, ressaltou.

Fonte: Decom

print
Comentários