A quinta remessa de vacinas contra a Covid-19 chegou a Minas Gerais no dia 24 de fevereiro. Três dias depois, o Estado começou a distribuição para as regionais de saúde. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), para a Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Divinópolis foram destinados 19.302 mil imunizantes.

Nesta quarta-feira (3), Minas Gerais recebeu o sexto lote de vacinas, mas, por enquanto, não há data definida para a distribuição desta nova remessa aos municípios e ainda não foi informado o quantitativo que será destinado para cada um.

Na região Centro-Oeste de Minas, as principais cidades – Divinópolis, Formiga, Pará de Minas, Itaúna, Itapecerica, Oliveira, Bom Despacho e Lagoa da Prata – já receberam, ao todo, 42.278 doses. Deste total, 27.107 foram aplicadas (veja dados abaixo).

As vacinas começam a se esgotar quase um mês após o início da imunização em Minas Gerais, sem terem conseguido atingir nem os grupos mais prioritários do Plano Nacional de Imunização (PNI), que são os trabalhadores da saúde e idosos.

Imunização no Centro-Oeste

Ao G1, as prefeituras de Divinópolis, Formiga, Pará de Minas, Itapecerica, Bom Despacho e Lagoa da Prata, informaram que, por enquanto, a quantidade de imunizantes não é suficiente para imunizar todas as pessoas correspondentes ao público-alvo da campanha.

Entretanto, em nota, a SRS informou que apesar de ser a quinta remessa de vacinas recebidas no Estado, o que foi distribuído pela SES-MG, é referente ao quarto lote, veja nota.

“O Estado distribuiu a 4ª remessa para as regionais que fizeram a 4ª distribuição das vacinas para os municípios. No entanto, essa foi a 5ª entrega de vacinas do Ministério da Saúde:

A 1ª entrega para o Estado em 18/01/2021, que foi a 1ª remessa para regionais e municípios; A 2ª e 3ª entregas para o Estado em 24 e 25/01, que foram a 2ª remessa para as regionais e municípios; A 4ª entrega em 07/02/2021, que foram a 3ª remessa para regionais e municípios; E por fim a 5ª entrega em 24/02/2021, que foi a 4ª remessa para regionais e municípios.”

Veja a situação do estoque de vacinas no Centro-Oeste, conforme dados do portal Vacinômetro, do Governo de Minas.

Situação do estoque de vacinas no Centro-Oeste de MG

CidadesDoses recebidasDoses aplicadasEstoqueHá risco de a campanha ser interrompida agora?
Bom Despacho3.6182.4401.238De acordo com a Prefeitura, as doses recebidas até o momento não são suficientes para imunizar todos os grupos prioritários
Divinópolis16.89210.2546.638Não respondeu até a última atualização da reportagem
Formiga4.3062.7791.527De acordo com a Prefeitura, as doses recebidas até o momento não são suficientes para imunizar todos os grupos prioritários
Itaúna5.3763.7101.666De acordo com a Prefeitura, o número de vacinas ainda não é suficiente.
Itapecerica1.4981.100398De acordo com a Prefeitura, as doses recebidas até o momento não são suficientes para imunizar todos os grupos prioritários
Lagoa da Prata2.4781.870608De acordo com a Prefeitura, as doses recebidas até o momento não são suficientes para imunizar todos os grupos prioritários
Nova Serrana2.1161.343773De acordo com a Prefeitura, as doses recebidas até o momento não são suficientes para imunizar todos os grupos prioritários
Oliveira2.9642.034930Não respondeu até a última atualização da reportagem
Pará de Minas4.5282.6771.851De acordo com a Prefeitura, as doses recebidas até o momento não são suficientes para imunizar todos os grupos prioritários

Fonte: Prefeituras e Governo de MG

De acordo com o Vacinômetro, Minas Gerais recebeu, até esta quarta-feira (3), 1.528.580 doses de vacinas contra a Covid-19. Deste total, foram aplicadas 635.176 primeiras doses e 274.501 segundas doses. Ou seja, ainda faltam ser aplicadas 618.903 doses pelas prefeituras de todo o estado.

Revisão das vacinas

O Ministério da Saúde informou, no último dia 18, que precisará rever a distribuição das doses de vacinas contra a Covid-19 relativas ao mês de fevereiro, divulgada aos secretários de saúde dos estados e Distrito Federal.

Será o primeiro revés no anúncio feito pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, de que 230 milhões de doses serão entregues até 31 de julho. Dentro deste total, a previsão era entregar 11,3 milhões de doses em fevereiro. Destes, 9,3 milhões eram da CoronaVac e outras 2 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca, importadas da Índia.

De acordo com o ministério, a mudança foi necessária porque recebeu ofício do Instituto Butantan com a informação de que “receberá somente 30% dos imunizantes previstos em contrato para fevereiro, totalizando apenas 2,7 milhões de doses”.

Fonte: G1

Imprimir
Comentários