Até esta terça-feira (26), Minas Gerais já teve 699.257 casos confirmados de coronavírus, dos quais 14.328 acabaram em morte. Foram 5.707 novas notificações de infectados em 24 horas e 23 novos óbitos em um dia.

A Covid-19 já causou mortes em 732 dos 853 municípios mineiros – ou 85% das cidades do estado. Todos os municípios já tiveram pelo menos um morador infectado.

Dentre os pacientes infectados pela Covid-19, 63.911 seguem em acompanhamento, internados ou em isolamento domiciliar. E 621.018 mineiros são considerados “recuperados” da doença, ou seja, são pessoas que receberam alta hospitalar e/ou cumpriram isolamento domiciliar de dez dias e estão há 72 horas assintomáticos e sem intercorrências.

Ao todo, 642.546 mineiros já tiveram que ficar em isolamento domiciliar, à espera da recuperação de infecção por Covid-19, desde o início da pandemia. Outros 56.711 tiveram o quadro mais grave da doença e precisaram de internação hospitalar, na rede pública ou privada.

Contaminação em Belo Horizonte

Belo Horizonte é a cidade com mais infectados – 83.549 – e mais mortes – 2.185 – no estado. A taxa de incidência na cidade está em 411 por 100 mil habitantes.

E a taxa de ocupação de leitos de UTI, que estava em queda, voltou a crescer, chegando a 86% nesta segunda-feira (26). Ela está em alerta máximo, o vermelho.

Mas os outros indicadores monitorados pela prefeitura estão em queda. A ocupação dos leitos de enfermaria está estável, no alerta amarelo, em 64,1%. E a taxa de transmissão (RT) caiu para o alerta verde, menos preocupante, ao ficar inferior a 1. É a primeira vez que o RT fica verde em 2021.

Pela primeira vez, o boletim epidemiológico da Prefeitura divulgou o número de vacinados na capital até o momento. Foram 36.207 pessoas a receber a primeira dose da Coronavac, que começou a ser aplicada na última terça-feira (19).

A cidade está fechada para atividades não essenciais desde o último dia 11 de janeiro, para tentar frear o avanço da pandemia.

Fonte: G1

Imprimir
Comentários