A CPI da Pedofilia aprovou, nesta quarta-feira (2), um requerimento que prevê a abertura de 18.330 páginas da página de relacionamento Orkut, do Google, com fotos e informações sobre usuários suspeitos de pedofilia na internet.
Em abril, a CPI já havia aprovado, em abril deste ano, a abertura de mais de 3 mil endereços do Orkut. Segundo o presidente da SaferNet Brasil, Thiago Tavares de Oliveira, essas páginas levaram a 805 alvos suspeitos de pedofilia, após investigações da Polícia Federal. A SaferNet Brasil é principal ONG de combate à pedofilia na internet no país.
Dificuldade de acesso
A atuação dos pedófilos na internet, no entanto, não se restringe ao Orkut. Segundo Oliveira, as empresas Microsoft e Google não aceitam fazer interceptação de e-mail sem autorização judicial. Acontece a formação de redes de pedófilos através de e-mail. há troca de fotografias de pornografia infantil através de e-mail. Então sem a colaboração efetiva dos provedores de e-mail, a gente não consegue chegar até eles.
Resposta rápida
Uma mudança que o Google Brasil será obrigado a adotara partir desta quarta-feira por causa do Termo de Ajustamento de Conduta assinado será a melhoria no atendimento aos usuários vítimas de perfis falsos no Orkut. Após a reclamação realizada pro meio do próprio site, a empresa terá 15 dias para responder. Antes, segundo o procurador da República no estado de São Paulo, Sérgio Suiama, as reclamações não eram respondidas.

IMPRIMIR