Segundo o Instituto Alana, especializado em consumismo infantil, a criança brasileira passa, em média, quatro horas, 50 minutos e 11 segundos por dia assistindo TV. Isso a torna um alvo fácil para a publicidade televisiva, a principal ferramenta do mercado para a persuasão desse público.
As crianças estão na mira, não apenas porque escolhem o que seus pais compram e são tratadas como consumidores mirins, mas também porque, impactadas desde muito jovens, tendem a ser mais fiéis a marcas e ao hábito de consumir.
Segundo o Instituto Alana, especializado em consumismo infantil, carros, roupas, alimentos, eletrodomésticos, quase tudo dentro de casa tem por trás o palpite de uma criança, salvo decisões relacionadas a planos de seguro, combustível e produtos de limpeza.

Imprimir
Comentários