Cruzeiro atropela Mineros, faz as pazes com torcida e dispara na ponta

Os gols da vitória celeste no Gigante foram marcados por Arrascaeta, Leandro Damião e Henrique

Os gols da vitória celeste no Gigante foram marcados por Arrascaeta, Leandro Damião e Henrique

O Cruzeiro queria fazer as pazes com a sua torcida, já que havia dado vexame em casa, no último domingo, diante do Tombense, em jogo do Campeonato Mineiro. Mesmo com pouca presença de cruzeirenses na arquibancada na noite desta quarta-feira, a oportunidade não poderia ser melhor de ?limpar a barra? pelas más apresentações, se não em um jogo de Copa Libertadores da América.
ssim, a Raposa aproveitou a fragilidade do adversário e liquidou o Mineros-VEN por 3 a 0 e se isolou ainda mais na liderança do grupo 3 da competição continental. Os gols da vitória celeste foram marcados por Arrascaeta, Leandro Damião e Henrique.
Em sua segunda vitória no Gigante da Pampulha nesta temporada, o Cruzeiro teve praticamente um treino de luxo. O que se viu no estádio foi um jogo de ataque contra defesa, com amplo domínio ofensivo da equipe do técnico Marcelo Oliveira. Do time venezuelano, além das ríspidas jogadas , o que mais se destacou e chamou a atenção no time foram o uniforme verde fluorescente, além das chuteiras dos jogadores, em sua maioria na cor laranja.
Com os olhos também voltados para ?outro mineiro?, o Atlético, adversário do próximo domingo na primeira semifinal do Estadual, o Cruzeiro aproveitou para resolver logo a fatura diante dos venezuelanos. E, assim, se preservar para o confronto do fim de semana.
Aos 12 min, Arrascaeta anotou uma pintura, de bicicleta, e abriu o marcador. Apesar da beleza e plasticidade, o lance do gol foi irregular, pois o uruguaio estava em posição de impedimento.
Pouco depois o artilheiro celeste no ano deixou sua marca. Aos 14 min, Leandro Damião chutou forte para ampliar o marcador.
Estamos fazendo nosso melhor jogo na temporada. Todo mundo marcando bem. Na Venezuela, a equipe deles foi perigosa, ganhamos, mas foi difícil. Estamos fazendo bem nosso papel, tem que ser assim sempre, independentemente do adversário?, ressaltou o camisa 9.
Na segunda etapa, Marcelo Oliveira aproveitou para poupar peças importantes como Willian, Willians e Alisson. Gabriel Xavier, Seymour e Joel entraram no jogo. Além do desempenho do trio com ?sangue? novo, o torcedor também teve tempo para ver o terceiro gol estrelado.
O volante Henrique fechou a conta e carimbou o passaporte do Mineros-VEN, que deixa Belo Horizonte ao som de ?olé? e na lanterna do grupo 3.

Imprimir
Comentários

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Cruzeiro atropela Mineros, faz as pazes com torcida e dispara na ponta

Os gols da vitória celeste no Gigante foram marcados por Arrascaeta, Leandro Damião e Henrique.

Os gols da vitória celeste no Gigante foram marcados por Arrascaeta, Leandro Damião e Henrique.

 

O Cruzeiro queria fazer as pazes com a sua torcida, já que havia dado vexame em casa, no último domingo, diante do Tombense, em jogo do Campeonato Mineiro. Mesmo com pouca presença de cruzeirenses na arquibancada na noite desta quarta-feira, a oportunidade não poderia ser melhor de “limpar a barra” pelas más apresentações, se não em um jogo de Copa Libertadores da América.

ssim, a Raposa aproveitou a fragilidade do adversário e liquidou o Mineros-VEN por 3 a 0 e se isolou ainda mais na liderança do grupo 3 da competição continental. Os gols da vitória celeste foram marcados por Arrascaeta, Leandro Damião e Henrique.

Em sua segunda vitória no Gigante da Pampulha nesta temporada, o Cruzeiro teve praticamente um treino de luxo. O que se viu no estádio foi um jogo de ataque contra defesa, com amplo domínio ofensivo da equipe do técnico Marcelo Oliveira. Do time venezuelano, além das ríspidas jogadas , o que mais se destacou e chamou a atenção no time foram o uniforme verde fluorescente, além das chuteiras dos jogadores, em sua maioria na cor laranja.

Com os olhos também voltados para “outro mineiro”, o Atlético, adversário do próximo domingo na primeira semifinal do Estadual, o Cruzeiro aproveitou para resolver logo a fatura diante dos venezuelanos. E, assim, se preservar para o confronto do fim de semana.

Aos 12 min, Arrascaeta anotou uma pintura, de bicicleta, e abriu o marcador. Apesar da beleza e plasticidade, o lance do gol foi irregular, pois o uruguaio estava em posição de impedimento.

Pouco depois o artilheiro celeste no ano deixou sua marca. Aos 14 min, Leandro Damião chutou forte para ampliar o marcador.

“Estamos fazendo nosso melhor jogo na temporada. Todo mundo marcando bem. Na Venezuela, a equipe deles foi perigosa, ganhamos, mas foi difícil. Estamos fazendo bem nosso papel, tem que ser assim sempre, independentemente do adversário”, ressaltou o camisa 9.

Na segunda etapa, Marcelo Oliveira aproveitou para poupar peças importantes como Willian, Willians e Alisson. Gabriel Xavier, Seymour e Joel entraram no jogo. Além do desempenho do trio com “sangue” novo, o torcedor também teve tempo para ver o terceiro gol estrelado.

O volante Henrique fechou a conta e carimbou o passaporte do Mineros-VEN, que deixa Belo Horizonte ao som de “olé” e na lanterna do grupo 3.

Redação do Jornal Nova Imprensa O Tempo Online

Comentários

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!