O Cruzeiro publicou nessa quarta-feira (22) em seu site oficial os nomes dos 30 conselheiros expulsos do Conselho Deliberativo por terem sido remunerados durante  a gestão de Wagner Pires de Sá, o que contraria o estatuto do clube.

Entre os excluídos estão Gustavo Perrella, filho do ex-presidente Zezé Perrella, e de Sérgio Nonato, o “Serginho do Alterosa Esporte”, um dos articuladores da campanha de Wagner Pires e “cabeça” da gestão do ex-presidente, que renunciou ao cargo no fim do ano passado. 

Conselheiro que recebe remuneração do clube, segundo o estatuto do Cruzeiro, infringe o artigo 18 do documento: “o Associado Conselheiro Nato e Associado Conselheiro, contratado como empregado do Clube, perde o mandato e o suplente de Conselheiro será excluído do quadro de suplência”. 

O artigo 19 complementa o anterior citando remuneração aos membros da Mesa Diretora do Conselho Deliberativo. “é vedada a remuneração dos membros da Mesa Diretora do Conselho Deliberativo e de Conselheiro do Cruzeiro Esporte Clube.”, diz o artigo. 

Dois antigos conselheiros escaparam da exclusão pelo fato de terem se desligado do Conselho Deliberativo anteriormente. 

Veja quem são os demais conselheiros expulsos 

Angelo Augusto Viana
Alexandre Francisco Lemos
Alonso Miranda da Silva
Angelo Cattabriga
Carlos Alberto Monteiro de Oliveira
Edson Nego Brandão
Eliezer de Souza Matos
Fernando José de Souza
Fernando Ribeiro de Morais
Geraldo Parreiras Miranda
Gislene Batista de Oliveira
Gustavo Henrique Perrella
Hudson Barbosa de Moura
Jairo Venancio de Brito
João José de Adballa de Brito
Jorge Lucio Turci
Jorge Washington Ferreira
José Maria de Paula
Luiz Claudio de F. Rocha
Marco Túlio Martins
Maurício Cattabriga
Older Bastos Milhorato
Paulo Henrique de Mello Peluso
Paulo Roberto Lopes Soares
Roberto Márcio de Freitas Richa
Ronaldo de Assis Carvalho
Sérgio Nonato dos Reis
Vitorio Galinari
William Batista Peixoto
Wilmer Zaratini Mendes

Fonte: Hoje em Dia

 

Imprimir
Comentários