O Cruzeiro perdeu a oportunidade de deixar a zona do rebaixamento na 35ª rodada do Campeonato Brasileiro ao ser derrotado, por 1 a 0 pelo CSA nessa quinta (28), mesmo jogando no estádio do Mineirão.

O gol da vitória do CSA saiu aos 42 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Alan Costa aproveitou bola que sobrou para abrir o marcador.

O Cruzeiro ainda teve chance de empatar a partida aos 19 minutos do segundo tempo. Mas o atacante Thiago Neves chutou para fora cobrança de pênalti que poderia empatar a partida.

Com este resultado o time mineiro permanece na 17ª posição com 37 pontos, enquanto o CSA chega aos 30 pontos, mantendo a chance de fugir da segunda divisão.

Triunfo do tricolor paulista

Jogando no estádio do Morumbi, o São Paulo derrotou o Vasco por 1 a 0 e se mantém firme na luta por uma vaga direta para a próxima edição da Copa Libertadores.

O triunfo são-paulino foi obtido graças a gol marcado pelo atacante Antony aos 5 minutos de partida. O camisa 39 aproveitou bola que sobrou na entrada da área e bateu colocado para vencer o goleiro Fernando Miguel.

Com a vitória, o time paulista permanece na sexta posição da classificação (que dá vaga direta para a Libertadores 2020), mas fica a 4 pontos de distância do sétimo colocado Corinthians.

Abel Braga coloca o cargo à disposição

Abel Braga colocou o cargo à disposição e não será mais o técnico do Cruzeiro. Segundo o jornal Hoje em Dia, Abel entende que, devido ao momento ruim vivido pela Raposa e à questão de conseguir engrenar o time, o mais propício era mesmo ele deixar o clube.

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

O anúncio será feito pelo gestor de futebol do Cruzeiro, Zezé Perrella, a partir das 11h na Toca II. O nome de Adilson Batista, recentemente demitido do Ceará, será confirmado como treinador do time para os três últimos duelos da temporada. O ‘plano B’ seria Odair Hellmann, ex-Internacional.

A passagem de Abel Braga na Toca rendeu um aproveitamento de 40,4% de aproveitamento. Sob seu comando, o Cruzeiro venceu três partidas, empatou oito e perdeu três.

A trajetória engloba os triunfos sobre São Paulo (1 a 0), Corinthians (2 a 1) e Botafogo (2 a 0), os empates com Internacional (1 a 1), Fluminense (0 a 0), Chapecoense (1 a 1), Fortaleza (1 a 1), Bahia (1 a 1), Athletico-PR (0 a 0), Atlético (0 a 0) e Avaí (0 a 0) e os reveses para Goiás (1 a 0), Santos (4 a 1) e CSA (1 a 0).

O retorno de Adilson

Esta será a segunda passagem de Adilson Batista como treinador – ele também foi jogador do Cruzeiro nas décadas de 80 e 90. Como comandante da Raposa, foram 169 jogos, sendo 96 vitórias, 34 empates e 39 derrotas; foi bicampeão mineiro em 2008 e 2009 e vice da Libertadores de 2009.

Foto: Pedro Silveira – 16.9.2008

Adilson estava livre do mercado desde a noite de quarta-feira (27), quando foi demitido do Ceará, após a goleada sofrida para o Flamengo por 4 a 1 e uma campanha ruim à frente do Vozão. 

Ele é o quarto treinador do Cruzeiro neste ano, sucedendo Mano Menezes, Rogério Ceni e Abel. Isso sem contar que Ricardo Resende foi interino da equipe contra o Avaí, após a saída de Mano.

Últimos jogos

Na segunda-feira (2), às 20h, o time encara o Vasco, em São Januário. Depois disso, tenta superar o Grêmio na próxima quinta-feira (5), na Arena do Grêmio, às 19h15. Por fim, terá o Palmeiras como adversário, no Mineirão, no dia 8 de dezembro, às 16h. 

O Cruzeiro está em 17° lugar, com 36 pontos, um a menos que o Ceará, primeiro time fora do Z-4.

 

Fonte: Agência Beasil/Hoje em Dia||
Imprimir
Comentários