Ficou notório novamente o quanto o Cruzeiro é dependente de Rafael Sóbis. Sem seu principal jogador de linha e um de seus artilheiros da Série B do Brasileiro, o time celeste foi inoperante em sua linha de frente, sofreu a virada para a Ponte Preta, por 2 a 1, no Moisés Lucarelli, nesta terça-feira (22), e se vê cada vez mais longe da elite nacional. Estacionada com 40 pontos, a Raposa segue a nove do Juventude, derrotado diante do Operário-PR, restando apenas sete rodadas para o fim da competição.

Coube a William Pottker a missão de comandar o ataque da Raposa. Só que ele e seus companheiros de setor não cumpriram bem o papel. Pelo contrário. Quando a equipe mineira mais precisou, Pottker, Airton e Thiago não conseguiram fazer a diferença.

Pivô de uma polêmica nessa segunda-feira (21), ao minimizar o racismo sofrido pelo volante Gerson, do Flamengo, Pottker perdeu uma oportunidade de ouro no segundo tempo, após a virada da Ponte.

Os gols

Aos 9 minutos do primeiro tempo, Manoel aproveitou a cobrança de escanteio de Machado e concluiu para as redes.

A alegria foi encerrada na segunda etapa. Aos 20, a Macaca empatou com Luizão, e aos 25, virou com Bruno Rodrigues, que surpreendeu Lucas França, substituto do também suspenso Fábio, outro que fez falta.

Fonte: Hoje em Dia

print
Comentários