Dívidas na Fifa para serem pagas até o final do mês que vem, salários atrasados e contratos de dezenas de funcionários suspensos por causa da pandemia do novo coronavírus.

 Num cenário de caos financeiro, o Conselho Gestor do Cruzeiro vê algo que pode ser positivo para as finanças do clube: um seguro de R$ 20 milhões contra gestão temerária.

Em entrevista à Rádio Itatiaia, Saulo Fróes, presidente do Núcleo Dirigente Transitório, revelou que o Cruzeiro possui este seguro e espera o relatório da Kroll, consultoria especializada em investigações corporativas, para tentar receber o valor.

“Existe um seguro no valor de R$ 20 milhões que cobre gestão temerária por parte dos diretores. Com base nesta documentação, nós também tentaremos receber, diante das provas, esses R$ 20 milhões. Caso a gente consiga, será muito importante para o fluxo de caixa para este ano diante da situação que enfrentamos”, revelou Fróes.

O dirigente revelou ainda que o relatório da empresa terá outras finalidades para o clube no futuro: “esse levantamento que a Kroll está fazendo, quanto à documentação em provas, será de suma importância não só para apresentar no processo que corre junto ao Ministério Público, mas também para que a gente possa solicitar o simples ressarcimento. Porque pode não ser considerado crime, mas existe a responsabilidade civil por gestão temerária”.

Fonte: Hoje em Dia

Imprimir
Comentários