O Cruzeiro foi até São Paulo enfrentar o chamado Todo Poderoso Timão. O alvinegro contava com a volta de Ronaldo que, antes da partida, se mostrava otimista. A equipe celeste tinha como proposta de jogo simplesmente a vitória. Afinal, a raposa conquistando um bom resultado fora de casa, encostaria no G4.
No início da 1ª etapa, os dois times desempenhavam uma forte marcação, jogando apenas no contra- ataque. Logo aos dois minutos de partida, Ronaldo recebeu a bola na entrada da pequena área, driblou a dupla de zaga do Cruzeiro, mas foi travado no chute e a bola saiu para escanteio. Aos oito minutos o fenômeno recebeu a bola na área e marcou de cabeça. O gol não foi validado pelo juiz, porque o atacante estava impedido.
A primeira jogada perigosa da equipe visitante foi aos 15 minutos. Guerrón, em chute de longa distância, assustou o goleiro Felipe. Aos 34 minutos de bola rolando, o lateral Diego Renan, uma das revelações da equipe mineira, fez boa jogada pelo lado esquerdo, avançou para o meio e chutou. Felipe fez grande defesa. O Corinthians respondeu com uma clara oportunidade de gol, desperdiçada por Jorge Henrique.
Quando conseguiu realizar uma boa jogada, o Cruzeiro chegou ao primeiro gol na partida. Após boa troca de passes entre Thiago Ribeiro, Marquinhos Paraná e Fabrício, Gilberto recebeu na entrada da área e abriu o placar. O Corinthians reclamou de impedimento, mas o jogador estava em posição legal, pois se encontrava atrás da linha da bola.
O segundo tempo não foi muito diferente. As equipes optaram em jogar no contra- ataque e o jogo continuava truncado,com algumas jogadas desleais. O Timão buscava o empate e o Cruzeiro, com toques envolventes, tinha uma maior facilidade em chegar ao gol adversário.
Aos 28 minutos da etapa complementar, a raposa perdeu Fernandinho. Após desentendimento com o volante Elias, o jogador deixou o gramado desolado com a arbitragem. Mesmo assim, o Cruzeiro suportou a pressão do Corinthians que, por sinal, não era das mais fortes. Ronaldo, esperança de gols, estava apático em toda a segunda etapa e assim o jogo terminou em 1 a 0 para o time comandado por Adílson Batista.
Com o bom resultado, o Cruzeiro chega aos 48 pontos, estabelece a quarta vitória seguida no campeonato e encosta nos times que estão acima na tabela.

print
Comentários