Cruzeiro vive tormento com bolas paradas e tem pior início de Brasileiro nos pontos corridos

Raposa perdeu para o Figueirense e permaneceu com um ponto no Nacional

Raposa perdeu para o Figueirense e permaneceu com um ponto no Nacional

Quatro jogos e apenas um ponto somado. O início do Campeonato Brasileiro de 2015 é o pior do Cruzeiro na era dos pontos corridos. O clube teve começos ruins em 2007 e 2011, mas nenhum deles foi pior que o de agora. A derrota para o Figueirense, em Florianópolis, fez com que a Raposa atingisse essa marca negativa.

Não bastasse a incômoda 18ª posição na Série A e a presença na zona de rebaixamento, a Raposa vem de uma eliminação traumática para o River Plate nas quartas de final da Copa Libertadores, com goleada por 3 a 0 para os argentinos, em pleno Mineirão.

O momento de pressão dá ênfase às fragilidades do grupo celeste deste ano. A falha nas jogadas de bolas paradas custou caro na derrota por 2 a 1 para o Figueira, e já foi responsável por outros tropeços recentes do Cruzeiro, como no revés para o Corinthians e no segundo gol dos Millonarios em Belo Horizonte, pelo torneio continental.

O técnico Marcelo Oliveira criticou a liberdade dada aos adversários para cabecear as bolas em direção ao gol do Cruzeiro. ?Acho que foi descuido nas bolas paradas, de marcarmos individualmente. Precisamos de um controle físico mais rígido para os jogadores não subirem sozinhos, e também o poder de decisão?, assim Marcelo justificou os dois gols do Figueira.

O Cruzeiro é o atual bicampeão brasileiro e tem histórico de brigar nas primeiras posições na competição nacional. A Raposa ainda é o clube que passou mais rodadas na liderança nesse tipo de torneio, iniciado em 2003, e o segundo que somou mais pontos, atrás apenas do São Paulo.

Compare os inícios das piores campanhas do Cruzeiro nos pontos corridos:

2007: quatro pontos em quatro jogos – Fluminense (empate), Paraná (derrota), Corinthians (derrota) e Palmeiras (vitória)

2011: dois pontos em quatro jogos – Figueirense (derrota), Palmeiras (empate), Fluminense (derrota) e Santos (empate)

2015: um ponto em quatro jogos ? Corinthians (derrota), Santos (derrota), Ponte Preta (empate) e Figueirense (derrota)

print
Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Cruzeiro vive tormento com bolas paradas e tem pior início de Brasileiro nos pontos corridos

Raposa perdeu para o Figueirense e permaneceu com um ponto no Nacional.

Raposa perdeu para o Figueirense e permaneceu com um ponto no Nacional.

Quatro jogos e apenas um ponto somado. O início do Campeonato Brasileiro de 2015 é o pior do Cruzeiro na era dos pontos corridos. O clube teve começos ruins em 2007 e 2011, mas nenhum deles foi pior que o de agora. A derrota para o Figueirense, em Florianópolis, fez com que a Raposa atingisse essa marca negativa.

 

Não bastasse a incômoda 18ª posição na Série A e a presença na zona de rebaixamento, a Raposa vem de uma eliminação traumática para o River Plate nas quartas de final da Copa Libertadores, com goleada por 3 a 0 para os argentinos, em pleno Mineirão.

 

O momento de pressão dá ênfase às fragilidades do grupo celeste deste ano. A falha nas jogadas de bolas paradas custou caro na derrota por 2 a 1 para o Figueira, e já foi responsável por outros tropeços recentes do Cruzeiro, como no revés para o Corinthians e no segundo gol dos Millonarios em Belo Horizonte, pelo torneio continental.

 

O técnico Marcelo Oliveira criticou a liberdade dada aos adversários para cabecear as bolas em direção ao gol do Cruzeiro. “Acho que foi descuido nas bolas paradas, de marcarmos individualmente. Precisamos de um controle físico mais rígido para os jogadores não subirem sozinhos, e também o poder de decisão”, assim Marcelo justificou os dois gols do Figueira.

 

O Cruzeiro é o atual bicampeão brasileiro e tem histórico de brigar nas primeiras posições na competição nacional. A Raposa ainda é o clube que passou mais rodadas na liderança nesse tipo de torneio, iniciado em 2003, e o segundo que somou mais pontos, atrás apenas do São Paulo.

 

 

Compare os inícios das piores campanhas do Cruzeiro nos pontos corridos:

 

2007: quatro pontos em quatro jogos – Fluminense (empate), Paraná (derrota), Corinthians (derrota) e Palmeiras (vitória)

 

2011: dois pontos em quatro jogos – Figueirense (derrota), Palmeiras (empate), Fluminense (derrota) e Santos (empate)

 

2015: um ponto em quatro jogos – Corinthians (derrota), Santos (derrota), Ponte Preta (empate) e Figueirense (derrota)

 

Redação do Jornal Nova Imprensa Superesportes

Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Últimas Notícias