A Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos estuda quanto será cobrado pela vacina Dengvaxia, contra a dengue. Entre os especialistas, especula-se que o preço de cada dose fique em torno de R$ 80 (R$ 240 pelas três doses).

O Ministério da Saúde já se posicionou sobre os valores, considerados muito altos, o que inviabilizaria a aplicação em massa. Para proteger uma população de 10 milhões de pessoas, por exemplo, o governo precisaria desembolsar R$ 3 bilhões. A resposta definitiva do governo é esperada para daqui a três meses.

 

Nacional

De qualquer forma, existe a chance de, em 2017, a vacina contra a dengue estudada pelo Instituto Butantan, de São Paulo, ficar pronta. O produto será disponibilizado ao SUS. Para concluir a terceira etapa da pesquisa – a última antes de obter o registro da imunização –, o laboratório paulista está à caça de voluntários. A expectativa é a de que 17 mil pessoas, de 13 municípios das cinco regiões brasileiras, participem do teste.

Por meio da UFMG, Belo Horizonte é uma das cidades que fazem parte do estudo. Nenhuma fonte ligada à instituição de ensino superior foi encontrada para explicar como será feita a avaliação.

O Instituto Butantan adiantou que poderão participar do teste pessoas que estejam saudáveis, que já tiveram ou não dengue e que se enquadrem em três faixas etárias: 2 a 6 anos, 7 a 17 e 18 a 59.

Imprimir

Comentários