O engenheiro civil Luciano Aparecido Chagas, por razões de ordem particular, pediu exoneração do cargo de superintendente municipal de Trânsito e será substituído por Jair Eustáquio da Silva, escolhido para coordenar as ações de gerenciamento do trânsito e transporte de Formiga.

Luciano, anteriormente atuou como supervisor de Estudos de Mobilidade na Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) e foi cedido, por meio de uma licença contratual, a pedido do prefeito Eugênio Vilela, sem ônus para o órgão de origem, para desenvolver melhorias no trânsito em Formiga. Ele assumiu o cargo em agosto de 2017.

Em Formiga, Luciano implantou algumas modificações no sistema viário dentre as quais destacam-se: a criação de vagas de estacionamento em vias centrais (Barão de Piumhi, Pio XII, praça São Vicente Férrer e outras),  aumentando  número de vagas destinadas ao atendimento de idosos e deficientes físicos; implantação de faixas de pedestre elevadas, construção de ilhas em vias públicas (rua Salgado Filho e avenida Primeiro de Maio  – Justiça Trabalho) e, ao que se sabe, iniciou os estudos para a implantação do sistema “Olho Vivo” e para  a criação de guarda municipal, em razão da municipalização do trânsito e da necessidade de se reter no município a receita referente as multas lavradas.

Jair, conhecido como Major Jair, foi comandante da 13ª Companhia Independente da Polícia Militar em Formiga, hoje 63º Batalhão, e atuou recentemente como assessor parlamentar do vereador Rogério de Oliveira (Rogerinho do Fórum).

Municipalização do Trânsito

Com a municipalização, as prefeituras tornam-se responsáveis pelo planejamento, projeto, operação, fiscalização e educação de trânsito, não apenas no perímetro urbano, mas também nas estradas municipais. Assumem as questões relacionadas ao pedestre, à circulação, ao estacionamento, à parada de veículos e à implantação da sinalização, atendendo de forma direta as necessidades da comunidade.

 

IMPRIMIR