No dia 9 de setembro, a secretária executiva da Defesa Civil em Formiga, Vera Lúcia Moreira, e o chefe do grupo técnico de vistoria, Paulo Quintiliano,(foto) participaram de um evento promovido por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC- MG), no auditório da Secretaria de Transportes e Obras Públicas (SETOP), em Belo Horizonte, para a apresentação do Plano de Emergência Pluviométrica 2009/2010.
A apresentação foi feita pelo coordenador estadual de Defesa Civil de Minas Gerais, chefe do Gabinete Militar do governador, coronel Eduardo Mendes de Sousa, e pelo secretário executivo de CEDEC/MG, tenente coronel Alexandre Lucas Alves, com a participação do meteorologista do MG Tempo/Cemig/PUC, Ruibran dos Reis, Humberto Kremer Neto, Defesa Civil de Santa Catarina, Secretaria do Meio Ambiente, Secretaria de Saúde, dentre outros.
Segundo Vera Moreira, a instrução teve novas ideias e práticas para as respostas aos desastres, tanto naturais como antropogênicos, noções de prevenção, como limpeza dos bueiros e bocas de lobo. A secretária da Defesa Civil alerta que desastres como inundações, deslizamentos, grandes volumes de água e pouco espaço de tempo, fenômenos severos estão ficando muito frequentes e depende da atitude de cada um.
De acordo com o metereologista Ribran dos Reis, o fenômeno El Ninho já está chegando, com temperaturas altas, sequência de dias sem chuvas, dezembro e janeiro com calor intenso e veranico na primeira semana de janeiro.
Vera Moreira conta que estão reorganizando a estrutura da Defesa Civil para o enfrentamento desse período e ressalta o apoio do prefeito Aluísio Veloso/PT com incentivos aos cursos de capacitação.
Os índices pluviométricos estão acima da média histórica, foram 2.000 mililitros de chuvas apenas na região Oeste de Minas, de outubro de 2008 a abril de 2009. Este ano, a previsão não é muito diferente, os desastres são inviáveis, mas, como ressalta Vera Moreira, dentro da competência da Defesa Civil, em parceria com a Polícia Militar, Saúde, Meio Ambiente, COMDEC, espera-se que a cidade passe pela estação com equilíbrio.

Imprimir
Comentários